Pesquisar este blog

sábado, 5 de setembro de 2020

Carlos Kroeber



Nome real: Carlos Henrique Kroeber

Créditos: Carlos Kroeber, Carlos Kröber, ou Carlos Kröeber

Atividades: Ator, autor, diretor e produtor

Área: Cinema, teatro e TV

Nascimento: 20/09/1932, Belo Horizonte/MG

Óbito: 13/06/1999, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Insuficiência respiratória e cardíaca

Nota: Formado em Teatro. Filho dos alemães Carl Kroeber e Else Kathe Kroeber (em solteira, Jung). Foi um dos fundadores do "Teatro Experimental", em Belo Horizonte/MG, em 1955.

Carreira: 1952-1998

Alguns trabalhos:

1952 - O Jogador e a Morte (Teatro)
1952 - A Sinfonia do Mar e do Vento (Teatro)
1952 - A Patente (Teatro) - Atuação e Tradução
1952 - O Jogador (Teatro) - Atuação, Autoria e Direção
1961 - Esses Maridos!!! (Teatro) - Dr. Brubaker
1962/1963 - Tiro e Queda (Teatro)
1963/1964 - Mary Mary (Teatro) - Oscar Nelson
1964 - Boeing, Boeing (Teatro) - Direção
1965 - Teatrinho Trol da Tupi: O Mago da Luz (Televisão)
1967 - O Cavalo Desmaiado (Teatro) - Direção
1972 - Computa, Computador, Computa (Teatro) - Direção
1974 - O Marginal (Cinema) - Marcito
1979 - Aplauso TV Globo: Riso na Cara ‘A Consulta’ (Televisão)
1979 - Plantão de Polícia TV Globo: O Enigma da Pensão do Reno (Televisão)
1981/1982 - Terras do Sem-Fim TV Globo (Televisão) - Sinhô Badaró
1982 - Vidigal: Memórias de Um Sargento de Milícias (Teatro)
1982/1983 - Sol de Verão TV Globo (Televisão) - Hilário Herder
1983 - Quarta Nobre TV Globo: Morte no Paraíso (Televisão) - Roberto
1988 - O Pagador de Promessas TV Globo (Televisão) - D. Romário

Um comentário:

Anônimo disse...

Sol de Verão 1982.
A novela em que Jardel Filho atuava e veio a falecer.
O Carlos fazia um vilão, por sinal, brilhante. Tão verdadeiro que teve que se afastar do velório do Jardel. As pessoas praticamente o baniram da cerimônia. Não conseguiam dissociar a criatura do criador. Lembro que ele ficou muito triste com isso, não pode render uma última homenagem ao amigo.