Pesquisar este blog

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Sílvia Sangirardi



Nome real: Sílvia Helena Bechuath Sangirardi

Créditos: Sílvia Sangirardi, Silvia Sangirardi, Silvia Sangirard, ou Silvia Sangirard

Atividades: Atriz, poetisa, escritora, letrista, estilista, modelo, cenógrafa e figurinista

Áreas: Teatro e TV

Nascimento: 23/07/1946, Rio de Janeiro/RJ

Óbito: 08/06/1999, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Leucemia (câncer no sangue)

Relacionamentos: Teve um primeiro casamento com Sr. Dos Santos (197?-197?), um filho: o ator Diego Sangirardi. Era casada com o ator Antônio Pedro (1981-1999).

Nota: Filha de Angelo Bourroul Sangirardi e da apresentadora Helena Sangirardi. Fez uma única novela “O Rebu”. Uma das mais importantes figurinista do teatro brasileiro. Também atuava com astróloga. Seu filho Diego Sangirardi faleceu em 07/07/2012, com cerca de 40 anos.

Carreira: 1974-1998

Alguns trabalhos:

1974/1975 - O Rebu TV Globo (Televisão) - Mira
1981 - Happy End (Teatro) - Figurino
1981/1983 - Cabaré S.A. (Teatro) - Atuação, Cenário e Figurino
1982 - Cabaré Valentin (Teatro) - Figurino
1984 - Humor Livre TV Globo (Televisão) - Figurino
1987/1988 - Estrela Dalva (Teatro) - Figurino

6 comentários:

Anônimo disse...

Fui amiga de Silvia Helena, antes dela se tornar atriz.Estou triste
ao saber que já não está mais entre nós, triste doença a levou.
Era 1 pessoa exuberante, inteligente e cheia de vida. Moramos em Copacabana, em nossa mocidade, estávamos sempre juntas
nas festinhas, na praia e frequentávamos a casa uma da outra,SAUDADES amiga querida, com amor, Débora

Ana Lúcia Leão disse...

Não sabia quem Silvia Sangirardi foi e que nos deixou há tantos anos... Fui pesquisar e descobri o que ela realizou.
Há pouco mais de 2 anos, garimpando o disco de Joyce Moreno "Tudo Bonito" na Web pra comprá-lo, me deparei com a música "Galã Tantã", com letra de sua autoria. Considero esta letra uma preciosidade dentro da MPB: conta a historinha de um galã e de uma mulher, dona de si que não se deixa levar por suas cantadas, até que requintadas!...
O mais importante é a forma da letra: todos os versos terminam com o fonema ã, muitas palavras são francesas. E a música de Joyce, uma valsa acompanhada por um acordeon bem ao estilo francês. Que delícia! Que belo casamento de letra e música e da criatividade destas duas grandes mulheres.

Anônimo disse...

Debora vc era namorada do Faquir
joão namorado da Norminha

Unknown disse...

Sempre a achei exótica. Que pena,foi embora muito cedo! Ouvi ainda agora o Miguel Falabella, falar que foi muito amigo dela.

Frankin Argent Thompson Júnior disse...

Silvia mudou a minha vida, ao ler o meu mapa astral, que ela havia pedido pra fazer, e isso foi um divisor de águas em minha trajetória. Muita feliz em poder relatar isso e agradecer a ela, mesmo que por aqui. Silvia, não houve um momento em minha vida que eu não lembrasse do que vc me disse. Você foi veículo, como vc própria afirmou, de uma mensagem necessária para que eu não desviasse da minha missão. Passados 23 anos, segui à risca o que ouvi de vc e estou aqui agora, entrando na nova fase e muito, mas muito grato a você. Namastê 🙏♥️🙏.

Anônimo disse...

O filho faleceu em 2012