Pesquisar este blog

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Lícia Magna



Nome real: Alcina Barroso Miranda

Créditos: Lícia Magna, Licia Magna, Lícia Magno, ou Licia Magno

Atividades: Atriz e radioatriz

Áreas: Cinema, teatro, rádio e TV

Nascimento: 20/02/1909, Caratinga/MG

Óbito: 03/07/2007, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Infarto

Relacionamentos: Foi casada com o Sr. Tetenberg (1934-194?), uma filha: Alcina Herta. Viúva de Dorval Antunes Pereira (1946-19??).

Nota: Estava aposentada. Nome de casada: Alcina Miranda Tetenberg.

Carreira: 1945-2007

Alguns trabalhos:

1948 - 1948 - O Picapau Amarelo (Teatro) - Emília
1948 - Yayá Boneca (Teatro)
1949 - Onde Canta o Sabiá (Teatro)
1959/1960 - As Três Irmãs (Teatro)
1963 - Grande Teatro TV Rio: Vestido de Noiva (Televisão)
1970/1971 - A Teia de Aranha (Teatro)
1970 - Miss, Apesar de Tudo, Brasil (Teatro)
1972 - Caso Especial: A Dama das Camélias (Televisão) - Mãe da noiva de Armando
1973/1974 - Carinhoso (Televisão) - Esmeralda
1974 - As Moças Daquela Hora: A Complacência (Cinema)
1974 - Um Homem Célebre (Cinema)
1983 - Mário Fofoca: Vista Chinesa (Televisão) - Gerente

Um comentário:

Anônimo disse...

Uma atriz que trabalhou mesmo!
Onde teve um dos maiores contratos na tevê...
Atualmente muitos estão 'na geladeira' (ou como digo "no freezer" mesmo).
Ela, quando se foi: teria quase 100 anos; e se fosse viva em torno de 109 - Uau.

* Gostei da música fundal BLACK RIO (LOCOMOTIVAS). Um ícone mesmo.