Pesquisar este blog

segunda-feira, 23 de março de 2020

Amaral Gurgel



Nome real: Francisco Inácio do Amaral Gurgel

Créditos: Amaral Gurgel, Assis Machado, ou Duke

Atividades: Ator, radioator, radialista, locutor, apresentador, diretor, autor, roteirista, redator, escritor e produtor

Áreas: Rádio, teatro e TV

Nascimento: 1910, Araraquara/SP

Óbito: 1988, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Pneumonia

Nota: Estava aposentado. Considerado um dos maiores autores de novelas do Brasil. Embora tivesse cursado somente até a terceira série primária, em virtude do falecimento precoce de seu pai, conseguia escrever duas obras ao mesmo tempo, chegando a produzir cerca de 300 novelas para o rádio e televisão, além de diversas peças de teatro.

Carreira: 1938-1973

Alguns trabalhos:

1940 - Rádio Nacional: Programa Teatro em Casa “Don Batista” (Rádio) - Tomaz
1940 - Rádio Nacional: Programa Teatro em Casa “O Suicídio do Leonel” (Rádio) - Vigário
1940 - Rádio Nacional: Programa Teatro em Casa “Quando os Lírios Emurchecem” (Rádio) - Padre Xavier
1941 - Rádio Nacional: Programa Teatro em Casa “O Homem Que Não Soube Amar” (Rádio) - Albano
1944/1945 - Rádio Globo: Programa Amaral Gurgel (Rádio) - Apresentador
1945 - O Meu Nome É Doutor (Teatro) - Autoria
1946 - Rádio Globo: Programa Grande Teatro 'A Inimiga' (Rádio) - Direção e Produção
1946 - Rádio Globo: Programa Grande Teatro 'Chuvas de Verão' (Rádio) - Direção e Produção
1946 - Rádio Globo: Radionovela Sonho de Amor (Rádio) - Autoria e Direção
1947 - Rádio Globo: Radionovela A Menina do Estoril (Rádio) - Autoria e Direção
1947 - Rádio Globo: Radionovela Garoa (Rádio) - Autoria e Direção
1947 - Rádio Globo: Radionovela Quando as Sombras Descem (Rádio) - Autoria e Direção
1947 - Rádio Globo: Série Duas Máscaras (Rádio) - Autoria e Direção
1948 - Rádio Globo: Programa Alô, Meu Bem! (Rádio) - Roteiro, Redação, Direção e Produção
1952 - Rádio Nacional: Série O Direito de Matar (Rádio) - Roteiro
1953 - Rádio Nacional: Radionovela Banzo (Rádio) - Autoria
1954 - Rádio Nacional: Radionovela O Padre Leonel (Rádio) - Autoria e Direção
1956 - Rádio Mayrink Veiga: Programa Lendas e Verdades de Todo o Mundo (Rádio) - Produção
1956 - Rádio Mayrink Veiga: Radionovela Olhai o Sol nas Alturas (Rádio) - Autoria
1959 - Teatro de Variedades TV Rio: A Madrinha (Televisão) - Autoria e Direção
1959 - Teatro de Variedades TV Rio: O Homem do Cérebro de Ouro (Televisão) - Adaptação e Direção
1959 - Teatro de Variedades TV Rio: O Mensageiro (Televisão) - Autoria e Direção
1959 - Teatro de Variedades TV Rio: Um Ovo de Páscoa (Televisão) - Autoria e Direção
1970 - Rádio Nacional: Radionovela Inocência (Rádio) - Autoria
1972 - O Tempo Não Apaga (Televisão) - Autoria

3 comentários:

Guilherme disse...

Oi, meu nome é Guilherme Gurgel, sou bisneto do Francisco Ignácio, só pra completar as informações o ano de óbito foi 1988 no Rio de Janeiro.

MARIO GORDILHO disse...

Caro Guilherme,

Muito obrigado pelas informações.

Abração

Mario Gordilho

SERGIO DO AMARAL GURGEL disse...

Prezado amigo,
Francisco Ignácio do Amaral Gurgel nasceu em 1910, em Araraquara - SP. Faleceu no Rio de Janeiro, em 1988, ao contrair pneumonia. Por diversas vezes foi considerado o melhor autor de novelas do Brasil. Embora tivesse cursado somente até a terceira série primária, em virtude do falecimento precoce de seu pai, conseguia escrever duas obras ao mesmo tempo, chegando a produzir cerca de 300 novelas para o rádio e televisão, além de diversas peças de teatro. Segundo Artur da Távola "Vivesse Amaral Gurgel num país em que a literatura popular radiofônica fosse respeitada e estaria (como está) entre os nomes principais, merecendo o acatamento intelectual de seu trabalho.".
Gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa. Precisamos de mais trabalhos como o seu.
Fraterno abraço!