Pesquisar este blog

quarta-feira, 3 de junho de 2020

Mussum



Nome real: Antônio Carlos Bernardes Gomes

Créditos: Mussum, Antônio Carlos, ou Antonio Carlos

Atividades: Ator, musicista, compositor, letrista, cantor e garoto-propaganda

Áreas: Cinema, rádio e TV

Nascimento: 07/04/1941, Rio de Janeiro/RJ

Óbito: 29/07/1994, São Paulo/SP

Causa óbito: Septicemia decorrente da rejeição de um transplante de coração

Relacionamentos: Foi casado com Leny Castro dos Santos (1965-1969), um filho: Augusto Cezar. Namorou com Maria Glória Fachini (1969-1970), uma filha: Paula Aparecida; e, simultaneamente, com a contabilista e modelo Therezinha de Oliveira (1969-1971) um filho: Antonio Carlos. Teve um caso com a passista Guta (1969-1971); e com Maria Francisco de Santana (1992), um filho: o ator Mussunzinho. Namorou com Neila da Costa (1972-1976). Era casado com Neila da Costa Bernardes Gomes (1976-1994), um filho: Sandro.

Nota: Destacou-se como humorista. Serviu à Força Aérea Brasileira. Era sambista. Ex-integrante do grupo musical "Os Originais do Samba", e ex-integrante do grupo humorístico "Os Trapalhões".

Carreira: 1965-1992

Alguns trabalhos:

1965/1967 - Chico Anysio Show TV Tupi (Televisão)
1971/1974 - Os Insociáveis TV Record (Televisão) - Mussum
1975/1976 - Os Trapalhões TV Tupi (Televisão) - Mussum
1977/1994 - Os Trapalhões TV Globo (Televisão) - Mussum
1980 - Os Três Mosqueteiros Trapalhões (Cinema) - Mussum
1983 - A Festa É Nossa TV Globo (Televisão)

4 comentários:

Anônimo disse...

Neila da Costa Bernardes (1972-1994)

Anônimo disse...

O seu casamento com Neila iniciou-se em 1976. Eterno Mussa, saudades desse grande artista! Ô Mussum Forévis: Samba, Mé e Trapalhões.

Anônimo disse...

Já sobre sua filha, a Paula Aparecida, segundo consta ela é paulistana e é funcionária pública em Osasco.
Aqui o link da matéria:
https://oglobo.globo.com/cultura/livros/biografia-marca-os-20-anos-de-morte-de-mussum-que-virou-filao-comercial-mito-nas-redes-sociais-12652816

MARIO GORDILHO disse...

Mussum foi sepultado em São Paulo, porque tinha uma filha mais velha paulistana, e que residia lá. Talvez tenha sido mais conveniente para a família.