Pesquisar este blog

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Everaldo Bispo de Souza "Lobão"



Nome real: Everaldo Bispo de Souza

Créditos: Everaldo Bispo de Souza, Lobão, Lobao, Mestre Lobão, ou Mestre Lobao

Atividades: Ator

Áreas: Cinema

Nascimento: 07/06/1952, Itabuna/BA

Nota: Afastou-se da mídia. Formado em Educação Física. Também é capoeirista.

Site: http://mestrelobaosjc.webnode.com.br/

Carreira: 1975-1978

Alguns trabalhos:

1978 - O Jeca e o Seu Filho Preto (Cinema) - Antenor

5 comentários:

Ana disse...

Estava assistindo Jeca e seu filho preto.interessada saber um pouco mais do ator que pena que ele desistiu da carreira

Anônimo disse...

Everaldo Bispo de Souza mais conhecido como "Mestre Lobão" nasceu de fato em Itabuna (da Bahia). É formado em Educação Física e pós-graduado em Treinamento Desportivo.

Começou a fazer capoeira nos anos 60 em sua cidade natal, treinando com os Mestres Antônio Rodrigues e Luiz Medicina. Veio para São Paulo, atrás do sonho de um vida melhor e por indicação do estimado Mestre Medicina, passou a treinar com o Mestre Ariano Suassuna, no grupo Cordão de Ouro, onde se formou na turma de 1970.

Em São Paulo conheceu Esdras Filho e o Tenente Esdras Magalhães (Mestre Damião), juntamente com eles, Lobão ajudou a fundar a primeira academia de capoeira do Vale do Paraíba na cidade de São José dos Campos em 1971 a academia “Besouro Mangangá”.

Ele também participa anualmente de eventos nacionais e internacionais de capoeira. Já esteve em países como Estados Unidos, Canadá, França, Áustria, Nova Zelândia, Bélgica, Inglaterra, Suécia e outros; Ministra aulas na Rede Pública, Particular e também nas Universidades. Realiza cursos, palestras e workshop´s.

Lobão é um dos grandes incentivadores da Capoeira no Brasil!

Fonte: http://m.mestrelobaosjc.webnode.com.br/mestre%20lob%C3%A3o/

Anônimo disse...

Outro grande capoeirieta brasileiro é o "Mestre Touro" (Antônio Oliveira Bemvindo) que também já atuou no cinema, na TV e no teatro. Ele inclusive fez um filme com os Trapalhões, "O Incrível Monstro Trapalhão", interpretando o "monstro" no qual o Didi se transformava ao beber uma fórmula.

Anônimo disse...

Infelizmente deixou a dramaturgia muito cedo poderia brilhar e muito..

Unknown disse...

Eu também