Pesquisar este blog

sábado, 8 de janeiro de 2022

Teófilo de Vasconcelos



Nome real: Teófilo Benedito de Vasconcelos

Créditos: Teófilo de Vasconcelos, Teofilo de Vasconcelos, Teófilo Vasconcelos, Teófilo de Vasconcellos, Teofilo de Vasconcellos, Teofilo Vasconcellos, Teófilo Vasconcellos, ou Teofilo Vasconcelos

Atividades: Locutor, narrador, autor, radialista, ator, apresentador, diretor e produtor

Áreas: Rádio, teatro, cinema e TV

Nascimento: 08/03/1915, Rio de Janeiro/RJ

Óbito: 198?, São Paulo/SP

Causa óbito: Desconhecida

Relacionamentos: Viúvo de Anita Barros de Vasconcelos (193?/1941), uma filha.

Nota: Afastou-se da mídia. Filho de Luíza de Vasconcelos. Sua esposa Anita faleceu de pneumonia, em 19/08/1941. Também atuou, até se aposentar, como censor artístico no Serviço Público Federal, lotado em São Paulo/SP (1964-1978). Conhecido como "Théo das Corridas", narrador do "Jockey Club Brasileiro" do Rio de Janeiro/RJ, nos anos 40 a 60.

Carreira: 1935-1964

Alguns trabalhos*:

1949 - Da Necessidade de Ser Polígamo (Teatro) - Daliacópulus
1951 - Carroussel (Teatro)
1951 - Teatrinho Kibon TV Tupi (Televisão)
1952 - Professor de Astúcias (Teatro)
1954 - Quo Vadis, Carnaval? (Teatro)
1954/1955 - Este Rio Moleque (Teatro)
1955 - Café Society em 4ª Dimensão TV Tupi (Televisão) - Direção e Produção
1955 - Poeira de Estrelas (Teatro)
1956 - Depois Eu Conto (Cinema) - Pinga Fogo, jornalista e colunista social
1956 - Teatro de Comédia Piraquê Tupi: O Sabetudo (Televisão) - O Sabetudo

(*) Pesquisa em andamento

2 comentários:

nardini disse...

Não se esqueça do seu único participação no cinema no papel do colunista Pinga Fogo na comédia "Depois eu conto" baseado no Hibraim Sued e o filme foi campeão de bilheteria de 1956.

MARIO GORDILHO disse...

Fontes:

http://memoria.bn.br/pdf/030015/per030015_1941_00196.pdf