Pesquisar este blog

quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Amilton Fernandes



Nome real: Amilton Fernandes

Créditos: Amilton Fernandes, ou Hamilton Fernandes

Atividades: Ator, locutor, radioator, radialista e apresentador

Áreas: Rádio, teatro, cinema e TV

Nascimento: 27/04/1929, Pelotas/RS

Óbito: 07/04/1968, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Acidente automobilístico

Relacionamentos: Teve um primeiro casamento. Viúvo do segundo casamento, uma filha: Ione Celeste. Namorou com a atriz Ana Rosa (1965-1966). Namorava com Nair (1967-1968).

Nota: Era hemofílico, e não resistiu aos ferimentos consequentes de um desastre automobilístico, falecendo setenta dias depois.

Carreira: 1955-1968

Alguns trabalhos:

1955 - Agosto 13 Sexta-Feira (Cinema)
1957 - Rádio Farroupilha: Programa Grande Teatro Imcosul (Rádio)
1958 - Rádio Tupi São Paulo: Radionovela A Noite do Meu Destino (Rádio)
1959 - Rádio Tupi São Paulo: Radionovela A Moça do Sobrado Grande (Rádio)
1960 - Ana Karenina TV Tupi (Televisão)
1960 - Sucessos Musicais TV Tupi (Televisão) - Apresentador
1964 - Grande Teatro Tupi: Estrada do Tabaco (Televisão) - Capitão Tim
1964 - O Segredo de Laura TV Tupi (Televisão)
1964 - TV de Comédia Tupi: Grande Hotel (Televisão)
1964 - TV de Comédia Tupi: Os Herdeiros (Televisão)
1964 - TV de Comédia Tupi: Roma, Cidade Fechada (Televisão)
1964/1965 - O Direito de Nascer TV Rio/TV Tupi (Televisão) - Albertinho Limonta
1966 - A Herança do Ódio TV Rio (Televisão)

3 comentários:

Stelimari disse...

Esse também trabalhou no vendedor de linguiças com Mazzaropi

Vitor Andrade disse...

Este seu blog foi o melhor que achei até agora, sobre o ator Amílton Fernandes, de quem eu continuo fã até hoje. Um dos melhores atores que a TV brasileira já teve. Eu era adolescente quando a TV Tupi produziu e exibiu a novela O Direito de Nascer, entre 1964 e 1965. Pena que ele se foi. Houve até quem quis imitá-lo, mas nunca conseguiram. Parabéns pelo seu trabalho!

Anônimo disse...

Consta em publicação de 09.04.1968 que em seu funeral compareceram familiares, e entre eles "sua companheira Nair".

://memoria.bn.br/DocReader/Hotpage/HotpageBN.aspx?bib=089842_07&pagfis=91050&url=http://memoria.bn.br/docreader#