Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

Alfredo Viviani



Nome real: Itálico Vianello

Créditos: Alfredo Viviani, ou Alfredo Viviane

Atividades: Ator, radioator, autor, cantor, diretor e produtor

Áreas: Cinema, teatro, rádio e TV

Nascimento: 10/08/1898, Adria/Vênteto - Itália

Óbito: 197?, Teresópolis/RJ

Causa óbito: Desconhecida

Relacionamentos: Era viúvo da atriz espanhola Lyson Gaster (1922-1970).

Nota: Estava aposentado. Destacou-se como humorista. Filho de Francisco Vianello e de Antonieta Barzan. Irmão do ator Nino Nello. Chegou ao Brasil em 1899. Atuou como empresário teatral na "Companhia Lyson Gaster de Revistas, Comédias e Burletas" (1926-1948).

Carreira: 1921-1970

Alguns trabalhos:

1921 - Companhia Juvenal Fontes (Teatro)
1922 -  Companhia Nair Alves (Teatro)
1922/1923 - Companhia de Sebastião Arruda (Teatro)
1923/1926 - Companhia Os Girassóis (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1926/1948 - Companhia Lyson Gaster de Revistas, Comédias e Burletas (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1948 - Deus e o Diabo (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1950 - Escândalos de 1950 (Teatro)
1950 - Foleado a Oro (Teatro) - Atuação, Autoria, Direção e Produção
1950 - Pausa pra Espinafração (Teatro) - Atuação, Autoria, Direção e Produção
1952 - Rádio Nacional: Programa Balança, Mas Não Cai (Rádio)
1952 - Rádio Nacional: Programa Piadas do Manduca (Rádio)
1953 - Rádio Nacional: Radionovela A Dama de Negro (Rádio) - Tobias
1955 - Rádio Nacional: Programa Revista Walita (Rádio)
1955 - Rádio Nacional: Radionovela A Ponte dos Suspiros (Rádio) - Dândalo
1955 - Rádio Nacional: Radionovela Pertinho do Céu (Rádio) - Chico Boi
1955 - Rádio Nacional: Radionovela Remorso (Rádio) - Arthur
1956 - Rádio Nacional: Radionovela Pecado e Redenção (Rádio) - Edmundo
1960 - A Viúva Valentina (Cinema) - Turco
1961 - O Feijão e o Sonho (Televisão)
1964 - Teleteatro TV Excelsior: Dona Xepa (Televisão)

2 comentários:

jhoncar disse...

Alfredo Viviani é natural de Adria na Itália onde nasceu no dia 10 de Agosto de 1898. Veio para o Brasil com apenas 01 ano de idade daí considerar-se brasileiro.
Abraços

MARIO GORDILHO disse...

Fontes:

https://aplauso.imprensaoficial.com.br/edicoes/12.0.813.223/12.0.813.223.pdf
http://wiki.ihgp.org.br/GASTER,_Lyson_(Agostinha_Belber_ou_Agostinha_Belber_Dias)