Pesquisar este blog

sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Luiz Parreiras



Nome real: Luiz Carlos Ruckert Parreiras

Créditos: Luiz Parreiras, Luis Parreiras, Luís Parreiras, Luiz Carlos Parreiras, Luís Carlos Parreiras, ou Luis Carlos Parreiras

Atividades: Ator, cenógrafo e figurinista

Áreas: Cinema, teatro e TV

Nascimento: 11/07/1941, Niterói/RJ

Óbito: 05/01/2020, São Caetano do Sul/SP

Causa óbito: AVC

Relacionamentos: Foi casado com a fotógrafa Beatriz Maria Tereza Zacarelli Parreiras (1964/1975), uma filha: Iara. Namorou com a atriz Maria Gladys (1964); com a atriz e cantora Valéria (1964); com a bailarina Bruna Fernandes (1977/1981), uma filha: Nina; e com Jocelli Casarini (1981/2003), um filho: Yan.

Nota: Afastou-se da mídia. Formado em Teatro. Ex-atleta do Club de Regatas Vasco da Gama, nas modalidades de polo aquático e natação. Vivia em São Caetano do Sul/SP. Estava internado no "Hospital Maria Braido" em São Caetano do Sul/SP, onde veio a falecer.

Site: http://hipermemo.uscs.edu.br/novo/depoente/168/luiz-parreiras.html

Carreira: 1963-1998 (45 obras)

1963 - Um Domingo em Nova York (Teatro) - Dick
1964 - A Moratória (Teatro) - Olímpio
1964 - Descalços no Parque (Teatro)
1965/1966 - As Inocentes do Leblon (Teatro)
1966 - Se Correr o Bicho Pega, Se Ficar o Bicho Come (Teatro)
1966/1967 - Os Irmãos Corsos TV Tupi (Televisão)
1967 - A Moratória (Teatro) - Olímpio
1967 - A Pena e a Lei (Teatro) - Pedro
1967 - Álbum de Família (Teatro) - Assistência de Produção
1968 - Barrela (Teatro) - Atuação e Cenário
1968 - O Auto da Compadecida (Teatro)
1969 - Pop, Garota Legal (Teatro) - Urso
1970 - Cidade Assassinada (Teatro) - Atuação e Cenário
1970 - Humor Marchier (Teatro)
1970 - O Barbeiro de Sevilha (Teatro)
1971 - A Guerra do Cansa Cavalo (Teatro) - Atuação, Cenário e Figurino
1971 - Apocalipse (Teatro) - Cenário
1974 - Constantina (Teatro) - Léo Dunhil
1976 - Os Apóstolos de Judas TV Tupi (Televisão) - Oscar
1976 - Teatro 2 TV Cultura: A Implosão (Televisão)
1977 - Emmanuelle Tropical (Cinema) - Lívio
1978 - Bodas de Papel (Teatro)
1978 - Sede de Amar (Cinema)
1979 - O Grupo TV Tupi (Televisão)
1979 - Teatro 2 TV Cultura: A Mãe e o Filho da Mãe (Televisão)
1979/1980 - A Falecida (Teatro)
1981 - Teleconto TV Cultura: Angélica (Televisão)
1981 - Teleconto TV Cultura: Fogo Frio (Televisão)
1981/1983 - O Santo Milagroso (Teatro)
1982 - A Leoa SBT (Televisão) - Júlio
1983 - Moinhos de Vento TV Globo (Televisão) - Emílio
1983 - Sombras do Passado SBT (Televisão)
1983/1985 - Chiquinha Gonzaga: Ó, Abre Alas (Teatro)
1985/1986 - O Rei do Riso (Teatro)
1986/1987 - Muito Barulho por Nada (Teatro)
1988/1989 - Onde Canta o Sabiá (Teatro)
1989/1990 - Tropicanalha (Teatro)
1992 - Você Decide TV Globo: Na Marca do Pênalti (Televisão)
1993 - Ela É Bárbara! (Teatro)
1995 - Rua São Luiz 27, 8º Andar (Teatro) - Cenário e Figurino
1996 - Antônio dos Milagres CNT (Televisão) - Padre Mário
1996 - Chão de Estrelas: A Vida de Silvio Caldas por Silvio Caldas (Cinema)
1996 - Irmã Catarina CNT (Televisão) - Cardoso
1996/1997 - O Rei do Gado TV Globo (Televisão) - Orestes Maia
1997/1998 - Canoa do Bagre TV Record (Televisão) - Aníbal

3 comentários:

Anônimo disse...

Uma filha, Nina Parreiras

Iara Foschino insights disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Iara Foschino insights disse...

Ele tem 3 filhos,a primeira foi com a unica mulher com que casou no papel a fotografa da editora abril Beatriz Maria Tereza Zacarelli Parreiras , com quem teve a filha mais velha Iara Zacerelli Parreiras nascida em 1972 vive em New Jersey ha mais de 20 anos, tem 48 anos. Ele foi casado com a Beatriz Maria tereza Zacarelli Parreiras ha. mais de 10 anos, nunca se diverciaram legalemnte. A segunda filha foi da namora Bruna Fernandes, que vive em Sao Bernado,Nina Parreiras nasceu em 1978 quando a Iara tinha 6 anos, ele se separarou da Mae de Nina Bruna Fernanades apos a Novela A leoa quando a Nina tinha 2 ou 3 anos. O terceiro filho foi da namorada com quem viveu muitos anos, comeceram a namorar e viver juntos em 1983, 84, a Jocelli Casarini, com quem teve um filho o Yan Casarini Parreiras nascido em 1990 vivem em Sao Paulo. Nao sei quem foi o anonimo que disse que ele tem uma filha, alguem com pessima intencoes. Ele nao foi casado com estas atrizes postadas neste blog. Ele foi casado com a Beatriz Maria Tereza Zacarelli, fotografa e editoda de fotografia das revistas Exame, Veja e outras. A primeira filha dele sempre estava nos bastidores de muitos dos seus trabalhos, principalente no teatro sesi aonde conhecia todo o elenco com quem o Luiz Carloz Parreiros trabalhou. A familia nao entrou em contato com a filha mais velha quando ele ficou doente.Ela estava conversando com seu pai pelo telefone toda a semana de New Jersey de maio de 1919 e 2 semanas antes do falecimento. Estava em contato com a irma Nina pelo Watsup. A filha mais velha Iara teve problemas serissimos com is irmaos de Luiz Carlos,os Tios Luiz Eduardo Ruckert Parreiras,E Luiz Fernando Ruckert Parreiras, pois dois dos sobrinhos do Luiz Parreiras , os primos Sergio Oriolli Parreiras e Joao Rossi Parreiras,a estrupou quando eu morava nop Rio com 24 anoss , mas ela so se manifestou em 2011, por ter sentindo nojo, com vergonha e confusa. Ela teve a coragem de contar para a minha mae em 2011, apos ver os primos que nao queria ver por querer esquecer o que aconteceu, o encontro foi arrangado de supresa pela mae da Iara em uma secao de fotos, apos a secao de fotos, a filha mais velha do Luiz Parreiras, resolveu contar, ficou abalada e com nojo da familia toda e bloqueo todos no Facebook para evitar lembrar. O Luiz Carlos morreu sem saber que a filha mais velha foi estrupada pelos sobrinhos. Iara a filha do Luiz sempre amou seu pai,sofreu muito com a separacao, e seguiu a carreira do Pai no Rio aonde fez teatro e cionema. Ela esta abaladissima ate hoje e nao vai se recuperar disso, pois a familia do Luiz Parreiras, tentou silencia-la, opreimi-la principalmente quando ela contou o que aconteceu, e resolveu nao falar mais com eles. E triste ver pessoas tentarem me silenciar ou pretenderem que ela nunca exixtiu sendo ela teve uma longa storia com o pai. Eles pretendiam que eu nao existia desde crianca , adolescente agora estamos lendo isso. Quanbdo eles se falavam antes de falecer ela claramente desabafava para filha mais velha Iara que nao queria morrer, ele era um artista verdadeiro e tinha sede de ainda pintar mais e compartilhou varias ideias com sua filha Iara com quem sempre falavam de filmes e de pecas de teatro, pois esta era e a formacao da filha mais velha. Vivemos em tempos aonde tentam calar a arte e mulheres da propria familia, o que e muito triste pois o trabalho do Luiz Carlos Parreiras no teatro ajudou a quebrar a ditadura nos anos 60 ate os anos 80.