Pesquisar este blog

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Adriana Prieto



Nome real: Adriana Ines Prieto Amarante

Créditos: Adriana Prieto

Atividades: Atriz, modelo e garota-propaganda

Áreas: Cinema, teatro e TV

Nascimento: 19/10/1949, Buenos Aires - Argentina

Óbito: 24/12/1974, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Infarto em decorrência de um acidente automobilístico

Relacionamentos: Namorou com o ator Carlo Mossy (1969/1971); e com o cineasta Walter Hugo Khouri (1971/1972).

Nota: Filho de Antonieta Amarante Prieto. Irmã do ator e maquiador Carlos Prieto. Naturalizou-se brasileira em 1971. Sofreu o acidente na madrugada do dia 20/12/1974, às 5:28 h da manhã, quando um carro da polícia se chocou com seu carro, um fusca, ao colidir, seu carro subiu na calçada e colidiu com a porta de uma loja. Segundo testemunhas, Adriana não respeitou a sinalização e avançou. Foi internada no Hospital Miguel Couto, onde sofreu três paradas cardíacas e ficou sujeita a perder a visão do olho esquerdo.

Carreira: 1965-1975 (32 obras*)

1965 - Espectros (Teatro)
1966 - Marido Magro e Mulher Chata (Teatro) - Isabela
1966/1967 - Os Pais Abstratos (Teatro)
1967 - A Lei do Cão (Cinema) - Alzira ‘Alzirinha’
1967 - A Rainha Louca TV Globo (Televisão) - Joana
1967 - Álbum de Família (Teatro) - Glória
1967 - El Justicero (Cinema) - Ana Maria
1967/1968 - Dura Lex, Sed Lex, no Cabelo Só Gumex (Teatro)
1968 - As Sete Faces de um Cafajeste (Cinema) - Ana
1968 - Balada de Página Três (Cinema)
1968 - Comercial Berta TV Globo (Televisão) - Garota-Propaganda
1968 - Dura Lex Sed Lex no Cabelo Só Gumex (Teatro)
1968 - Stanislaw Ponte Preta e o Sexo Zangado de Max Frisch (Teatro)
1969 - A Penúltima Donzela (Cinema) - Tânia
1969 - As Duas Faces da Moeda (Cinema) - Dorinha
1969 - Comercial Neptuno-Fio Elanca TV Globo (Televisão) - Garota-Propaganda / Modelo 
1969 - Memória de Helena (Cinema) - Rosa
1969 - Os Paqueras (Cinema) - Fátima
1969 - Rosa Rebelde TV Globo (Televisão)
1970 - As Gatinhas (Cinema) - Lilian
1970 - Juliana do Amor Perdido (Cinema) - Juliana (foi substituída ainda nas filmagens)
1970 - O Palácio dos Anjos (Cinema) - Ana Lúcia
1970 - Uma Mulher Para Sábado (Cinema) - Dorianne
1971 - Ipanema Toda Nua (Cinema)
1971 - Lúcia McCartney, Uma Garota de Programa (Cinema) - Lúcia McCartney
1971 - Soninha Toda Pura (Cinema) - Sônia ‘Soninha’
1972 - A Viúva Virgem (Cinema) - Cristina
1972 - Um Anjo Mau (Cinema) - Açucena
1972/1973 - Tempo de Viver TV Tupi/TV Gazeta (Televisão) - Lúcia
1973 - Comercial Prelude Coleção Outono/Inverno (Televisão) - Garota-Propaganda / Modelo
1974 - Ainda Agarro Esta Vizinha... (Cinema) - Tereza, a vizinha
1975 - O Casamento (Cinema) - Glória ‘Glorinha’ (lançamento póstumo)

(*) Pesquisa concluída

5 comentários:

Unknown disse...

Adriana Prieto morreu na véspera do natal de 1974, e não de 1975.

M. Exenberger disse...

Ouvi comentários de que ela teria discutido com um namorado,diretor de cinema, que era casado. Em razão dessa desavença ocorrida na portaria do prédio, ela saiu muito abalada, de carro, e sofreu o acidente.

Anônimo disse...

Como muitos artistas se vão cedo... e era mais comum antigamente SOFREREM ACIDENTES!
Foi ela que fez o até polêmico O CASAMENTO, não?
Quando morreu/tinha dias de vida _ alias morei perto de onde ficava o hospital (LEBLON). Já fui atendido neste e familiares até.

* E na mesma época houve o FURACÃO TRACY na Austrália. Manjado até.



Rodrigo

Ricardo Picasky de Figueiredo disse...

Era prima de uma prima da minha mãe. Tínhamos até uma foto dela lá em casa.

MARIO GORDILHO disse...

Fontes:

http://memoria.bn.br/pdf/109835/per109835_1971_00468.pdf
http://joohnlynch.blogspot.com.br/2013/10/quando-vida-real-imita-arte.html