Pesquisar este blog

sábado, 11 de junho de 2022

Carmem Marinho



Nome real: Carmem Marinho Ventura

Créditos: Carmem Marinho, ou Carmen Marinho

Atividades: Atriz, cantora e garota-propaganda

Áreas: Teatro, cinema e TV

Nascimento: 09/07/1938, São Paulo/SP

Relacionamentos: Namorou com o cantor Agnaldo Rayol (1958). Viúva de Ildefonso Ventura (1959-2015), três filhos: Renato, Geórgia e Gisela.

Nota: Afastou-se da mídia. Formada em Teatro. Nome de casada: Carmem Marinho Ventura.

Carreira: 1958-1983

Alguns trabalhos*:

1958 - Aponte o Culpado TV Tupi: 2 Gatos e 1 Canário (Televisão)
1958 - Sétimo Céu TV Tupi (Televisão)
1958 - TV de Vanguarda Tupi: A Janela (Televisão)
1958 - TV de Vanguarda Tupi: O Comediante (Televisão) - Connie
1958 - TV de Vanguarda Tupi: Safo (Televisão)
1959 - O Contador de Histórias TV Tupi: O Grande Ator Chorou (Televisão) - Carmen
1959 - TV de Vanguarda Tupi: Não Se Mata Um Pobre Diabo (Televisão)
1959/1961 - As Aventuras do Capitão Estrela TV Tupi (Televisão)
1960 - Ana Karenina TV Tupi (Televisão)
1961 - Grande Teatro Tupi: Dona Xepa (Televisão)
1961 - Grande Teatro Tupi: Grave Acusação (Televisão)
1961 - Há Um Broto no Meu Futuro TV Tupi (Televisão)
1961 - Telespetáculos Varieté TV Tupi (Televisão)
1961 - TV de Vanguarda Tupi: Genival, 21 Anos (Televisão)
1973/1974 - Mulheres de Areia (Televisão) - Luíza
1982 - Elas por Elas (Televisão) - Maria

(*) Pesquisa em andamento

7 comentários:

Gikah Scary disse...

uma pequena correção, Carmen Marinho não é nome artístico, e são três filhos, Renato, Geórgia e Gisela

Unknown disse...

Mãe da minha professora

edu vieira disse...

Em mulheres de areia n seria Luzia?

gustavocarmo disse...

Esse tema de Demian que toca no site não teria inspirado a trilha do comercial do Itaú?

gustavocarmo disse...

Desculpe fugir do assunto. Não quero ser mórbido, mas eu vejo essas novelas antigas do Viva (inclusive Fera Radical, que é de 1988), aparece um ator ou atriz que eu não conheço, vou pesquisar e descubro que já morreu. Agora fiquei sabendo que o Jorjão, caminhoneiro que socorre na estrada e depois se envolve amorosamente com Olívia (Denise Del Vecchio) em Fera Radical, já é falecido há 20 anos. É o ator Adílson Barros, morto em decorrência da AIDS em 1997, com apenas 50 anos. O cara parece sósia do Felipão (Luiz Felipe Scolari), técnico de futebol pentacampeão mundial com o Brasil e lamentavelmente manchou o seu currículo com os 7x1 para a Alemanha, quando mais jovem.

Logo, a Olívia é "viúva" duas vezes, já que seu marido na novela, também chamado Jorge e de bigode como o caminhoneiro, era interpretado por Rodrigo Santiago, também falecido.

Falta colocá-lo aqui no EB.

Abraço
Gustavo do Carmo
www.tudocultural.blogspot.com

valdir toporcov disse...

Lindissima foi artista atriz garota propaganda das decadas de 1950,6070 Parece que ficou mais na ztv tupi.

Anônimo disse...

EU ME LEMBRO DELA EM ELAS POR ELAS em 1982 quando fazia a Maria , era um personagem q fazia o contraponto de Míriam ,personagem da Tássia Camargo ATRIZ EXCELENTE E MUITO TALENTOSA E ESTAMOS ANCIOSOS PRO VIVA REPRISAR ELAS POR ELAS !!!!!