Pesquisar este blog

sábado, 25 de setembro de 2021

Teresa Austregésilo



Nome real: Therezinha Millet Austregésilo

Créditos: Teresa Austregésilo, Theresa Austregesilo, Theresa Austregésilo,  Tereza Austregésilo, Tereza Austregesilo,  Thereza Austregésilo, Thereza Austregesilo, Teresa Austregesilo, Terezinha Austregésilo, Terezinha Austregesilo, Therezinha Austregésilo, ou Therezinha Austregesilo

Atividades: Atriz, garota-propaganda, assistente de direção e contrarregra

Áreas: Cinema, teatro e TV

Nascimento: 25/09/1934, Rio de Janeiro/RJ

Óbito: 16/03/2021, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Complicações do coronavírus (Covid-19)

Relacionamentos: Namorou com o ator Renato Consorte (1954). Foi casada com o ator e apresentador Jô Soares (1959/1979), um filho: Rafael.

Nota: Afastou-se da mídia. Formada em Teatro. Filha Antônio Austregésilo Rodrigues de Lima e de Maria A. Albuquerque Millet. Ex-Vedete do "Teatro de Revista". Seu filho Rafael, que sofria de autismo, faleceu em 2014, aos 50 anos. Nome de casada: Therezinha Millet Austregésilo Soares.

Carreira: 1952-1976 (51 obras*)

1952 - Deu Freud Contra (Teatro)
1952/1953 - Festival Tchekhov: O Aniversário (Teatro) - Contrarregragem
1952/1953 - Festival Tchekhov: O Urso (Teatro) - Contrarregragem
1952/1953 - Festival Tchekhov: Pedido de Casamento (Teatro) - Contrarregragem
1953 - A Volta (Teatro)
1953 - Acontece Que Eu Sou Baiano (Teatro) - Vedete
1953 - Festival 1900: Palavras Trocadas (Teatro)
1953 - Festival 1900: Paz no Lar (Teatro)
1953 - Festival 1900: Tutuquinho (Teatro)
1953 - O Cavalheiro Sem Camélias (Teatro) - Janina
1953 - Um Americano em Recife (Teatro) - Vedete
1953/1954 - Esta Vida É Um Carnaval (Teatro) - Vedete
1954 - Os Cinco Fugitivos do Juízo Final (Teatro)
1955 - O Samba Nasce no Coração ‘Musical’ (Teatro) - Vedete
1956 - Alguém Falou de Amor? (Teatro)
1956 - Três à Meia-Luz (Teatro)
1957 - A Revolta dos Brinquedos (Teatro) - Menina má
1957 - Adorável Júlia (Teatro) - Cristina Nallamont
1957 - Infidelidades em Petit-Comité (Teatro)
1957 - Mulheres / Poeira de Estrelas 1957 (Teatro)
1959 - De Cabral a JK (Teatro)
1959 - Grande Teatro Tupi: Ingenuidade (Televisão)
1959 - Grande Teatro Tupi: O Castelo do Homem Sem Alma (Televisão)
1959 - Grande Teatro Tupi: Pai Goriot (Televisão)
1959 - Grande Teatro Tupi: Viagem para Bonança (Televisão)
1959 - Teatro de Variedades TV Rio: Tempestade na Rua Sycamore (Televisão)
1959/1960 - Pedro Mico (Teatro) - Aparecida
1960 - De Repente, no Verão Passado (Teatro) - Violet Venable
1960 - Esquina Perigosa (Teatro)
1960 - Grande Teatro Johnnie Walker TV Tupi: Pedro Mico (Televisão) - Aparecida
1961 - Defunto Zero Quilômetro (Teatro)
1962 - A Escada (Teatro)
1962 - Grande Teatro Tupi: O Castelo do Homem Sem Alma (Televisão)
1962 - Teatro Nove TV Excelsior: A Marquesa de Santos (Televisão)
1962 - Todo Anjo É Terrível (Teatro)
1962 - Um Bonde Chamado Desejo (Teatro)
1964 - Comercial Pyrex (Televisão) - Garoto-Propaganda 
1964 - Renúncia TV Record (Televisão) - Maria do Carmo
1964/1965 - Depois da Queda (Teatro) - Holga
1965 - Soraia, Posto 2 (Teatro)
1966 - Comercial Produtos Philco (Televisão) - Garota-Propaganda 
1966 - Os Trinta Milhões do Americano (Teatro)
1966 - SSS Contra a Jovem Guarda (Cinema)
1969 - Romeu e Julieta (Teatro) - Sr. Capuleto
1972 - Comercial Produtos Walita (Televisão) - Garota-Propaganda 
1972/1976 - Comercial Walita (Televisão) - Garota-Propaganda
1975 - Oh, Carol! (Teatro) - Assistência de Direção
1975/1976 - O Estranho Casal (Teatro) - Maria da Graça
1976 - Comercial Produtos Walita (Televisão) - Garota-Propaganda
1976 - O Pai do Povo (Cinema) - Esposa do Pai do povo
1976 - Tudo no Escuro (Teatro) - Cléa

(*) Pesquisa concluída

4 comentários:

James Simão disse...

Boa noite Mario Gordilho. Teresa Soares nos deixou ontem dia 16/03/21 vítima de Covid. Convivi com ela desde 2004 e vai deixar um vazio muito grande. Maior do que quando deixou os palcos para cuidar do Rafael. Grande atriz. Grande mulher. Obrigado pela página tão carinhosa que fez pra ela em seu Blog

MARIO GORDILHO disse...

Caro James.

Obrigado pelas palavras e informações. Certamente Teresa está ao lado do seu filho.

Sinta-se abraçado neste momento de dor e sei que parte do Brasil, o Cultural, está triste com a partida dessa grande atriz e mulher. Força e Luz!

Mario Gordilho

Unknown disse...

Fica uma tristeza no ar sem Teresa ela foi muito importante na minha vida ela mudou a minha história

James Simão disse...

Obrigado pelo carinho. Parabéns pelo blog