Pesquisar este blog

terça-feira, 23 de novembro de 2021

Paulo Pinheiro



Nome real: Paulo Pinheiro

Créditos: Paulo Pinheiro

Atividades: Ator, autor, dublador e radioator

Áreas: Cinema, teatro e TV e rádio

Nascimento: 02/04/1932, Mogi Guaçu/SP

Óbito: 19/01/1995, São Paulo/SP

Causa óbito: Hepatite

Nota: Afastou-se da mídia. Formado em Teatro

Carreira: 1955-1993

Alguns trabalhos*:

1955 - Maria Stuart (Teatro)
1956 - Maria Stuart (Teatro)
1958 - Ladrão por Engano (Teatro) - Autoria
1959/1960 - Seis Personagens à Procura de Um Autor (Teatro)
1963 - O Tronco do Ipê TV Paulista (Televisão)
1963 - Sombras do Terror TV Cultura: A Dama de Companhia (Televisão)
1963/1964 - O Conde de Suffolk TV Paulista (Televisão)
1964 - Tortura d'Alma TV Paulista (Televisão)
1965 - Chamas Que Não Se Apagam TV Paulista (Televisão)
1968 - A Cantora Careca (Teatro)
1970 - David, o Rei (Teatro)
1971/1984 - Rádio Nacional: Programa Teatro de Mistério (Rádio)
1972 - Independência ou Morte (Teatro) - Vidigal
1973 - Caingangue e a Pontaria do Diabo (Cinema)
1976 - Electra (Teatro)
1977 - O Caso Oppenheimer ‘leitura dramatizada’ (Teatro)
1978/1979 - A Sucessora TV Globo (Televisão) - Antônio, o mordomo
1978/1984 - Os Trapalhões TV Globo (Televisão)
1979 - Cabocla TV Globo (Televisão) - Vigário Gabriel
1980 - Carga Pesada TV Globo: Em Nome da Santa (Televisão) - Carlinhos
1980 - O Jeca e Égua Milagrosa (Cinema)
1982 - Sítio do Picapau Amarelo TV Globo: Reinações de Narizinho (Televisão)
1983 - Caso Verdade TV Globo: A Noite dos Insensatos (Televisão) - Padre
1983 - Louco Amor TV Globo (Televisão) - Médico de Lipe
1983 - Mário Fofoca TV Globo: O Árabe Louco (Televisão) - Leonel Poirot
1984 - Caso Verdade TV Globo: O Dia Dele (Televisão) - Fernando
1986 - Selva de Pedra. TV Globo (Televisão) - Vitório
1990 - Fronteiras do Desconhecido TV Manchete: Adelino, Uma Vida de Amor (Televisão)
1990 - Desejo TV Globo (Televisão) - Advogado
1990 -  Rainha da Sucata TV Globo (Televisão) - Abílio, agiota
1992/1993 - Despedida de Solteiro TV Globo (Televisão) - Luiz, gerente do Hotel

(*) Pesquisa em andamento

6 comentários:

Anônimo disse...

Faleceu em 1995 .A novela mais marcante foi A Sucessora como o mordomo Antônio.

Anônimo disse...

Posso ver mais informações, era meu yio avô.

MARIO GORDILHO disse...

Opa,

Seria interessante o nome de batismo do ator Paulo Pinheiro, assim como as suas datas completas, de nascimento e óbito e a causa do óbito.

Att.

Mario Gordilho

MARIO GORDILHO disse...

1971 - Querido, Agora Não (Teatro)

Renato Camurça disse...

Antônio, o Mordomo da casa dos Stein, era o elo de ligação entre Juliana (Nathalia Timberg) e todos os empregados. Além disso, Antônio por vezes era consultado pelo magnata Roberto Steen. O desempenho de Antônio como Mordomo era formidável, ao mesmo temo equilibrava a suavidade da empatia com o formalismo britânico de suas reações, a ponto de sempre usar um bordão, "perfeitamente, Mademoiselle", quando mesmo sendo objeto de palavras e ações ásperas da Governanta Juliana, ele não perdia a fleuma, a educação, gerando, com isto, uma distância que o tornava inalcançável. Depois casaria com Isabel (Sônia de Paula), a fiel confidente, amiga e "serviçal" que Marina Steen (Suzana Vieira) traria da fazenda Papel marcante o de Paulo Pinheiro, admirável desempenho.

Anônimo disse...

Em 1992 interpretou LUIZ, o gerente do hotel em Despedida de Solteiro, na Globo. Em 1986 foi o Vitório em Selva de Pedra. Em 1990 também fez o Abílio (agiota) numa participação em Rainha da Sucata.
Camilo