Pesquisar este blog

domingo, 23 de janeiro de 2022

Luiz Parreiras



Nome real: Luiz Carlos Ruckert Parreiras

Créditos: Luiz Parreiras, Luis Parreiras, Luís Parreiras, Luiz Carlos Parreiras, Luís Carlos Parreiras, Luis Carlos Parreiras, ou Luiz Parreras

Atividades: Ator, cenógrafo, figurinista e produtor

Áreas: Cinema, teatro e TV

Nascimento: 11/07/1941, Niterói/RJ

Óbito: 05/01/2020, São Caetano do Sul/SP

Causa óbito: AVC

Relacionamentos: Foi casado com a fotógrafa Beatriz Maria Tereza Zacarelli Parreiras (1964/1975), uma filha: Iara. Namorou com a atriz Maria Gladys (1964); com a atriz e cantora Valéria (1964); com a bailarina Bruna Fernandes (1977/1981), uma filha: Nina; e com Joceli Casarini (1981/2003), um filho: Yan.

Nota: Afastou-se da mídia. Formado em Teatro. Filho de Martha Ruckert Parreiras. Foi desportista do "Club de Regatas Vasco da Gama", nas modalidades de polo aquático e natação. Vivia em São Caetano do Sul/SP. Estava internado no "Hospital Maria Braido" em São Caetano do Sul/SP, onde veio a falecer.

Site: http://hipermemo.uscs.edu.br/novo/depoente/168/luiz-parreiras.html

Carreira: 1963-1998 (50 obras*)

1963 - Um Domingo em Nova York (Teatro) - Dick
1964 - A Moratória (Teatro) - Olímpio
1964 - Descalços no Parque (Teatro)
1965/1966 - As Inocentes do Leblon (Teatro)
1966 - Se Correr o Bicho Pega, Se Ficar o Bicho Come (Teatro)
1966/1967 - Os Irmãos Corsos TV Tupi (Televisão)
1967 - A Moratória (Teatro) - Olímpio
1967 - A Pena e a Lei (Teatro) - Pedro
1967 - Álbum de Família (Teatro) - Assistência de Produção
1968 - Barrela (Teatro) - Atuação e Cenário
1968 - O Auto da Compadecida (Teatro)
1969 - A Farsa (Teatro) - Atuação e Figurino
1969 - Pop, Garota Legal (Teatro) - Urso
1970 - Cidade Assassinada (Teatro) - Atuação e Cenário
1970 - Humor Marchier (Teatro)
1970 - O Barbeiro de Sevilha (Teatro)
1971 - Apocalipse (Teatro) - Cenário
1971 - A Guerra do Cansa Cavalo (Teatro) - Atuação, Cenário e Figurino
1972 - Emboscada (Teatro) - Figurino e Produção
1974 - Constantina (Teatro) - Léo Dunhil
1976 - Os Apóstolos de Judas TV Tupi (Televisão) - Oscar
1976 - Teatro 2 TV Cultura: A Implosão (Televisão)
1977 - Emmanuelle Tropical (Cinema) - Lívio
1978 - Bodas de Papel (Teatro)
1978 - Sede de Amar (Cinema)
1979 - O Grupo TV Tupi (Televisão)
1979 - Teatro 2 TV Cultura: A Mãe e o Filho da Mãe (Televisão)
1979/1980 - A Falecida (Teatro)
1981 - Teleconto TV Cultura: Angélica (Televisão)
1981 - Teleconto TV Cultura: Fogo Frio (Televisão)
1981/1983 - O Santo Milagroso (Teatro)
1982 - A Leoa TVS/SBT (Televisão) - Júlio
1983 - Moinhos de Vento TV Globo (Televisão) - Emílio
1983 - Sombras do Passado TVS/SBT (Televisão)
1983/1985 - Chiquinha Gonzaga: Ó, Abre Alas (Teatro)
1985/1986 - O Rei do Riso (Teatro)
1986/1987 - Muito Barulho por Nada (Teatro)
1988/1989 - Onde Canta o Sabiá (Teatro)
1989/1990 - Tropicanalha (Teatro)
1990 - Comercial Banco Mercantil (Televisão) - Figurino e Produção
1990 - Comercial Biscoitos São Luiz Nestlé (Televisão) - Figurino
1992 - Você Decide TV Globo: Na Marca do Pênalti (Televisão)
1993 - Ela É Bárbara! (Teatro)
1995 - Comercial Aniversário São Paulo (Televisão) - Figurinista
1995 - Rua São Luiz 27, 8º Andar (Teatro) - Cenário e Figurino
1996 - Antônio dos Milagres CNT/TV Gazeta (Televisão) - Padre Mário
1996 - Chão de Estrelas: A Vida de Silvio Caldas por Silvio Caldas (Cinema)
1996 - Irmã Catarina CNT (Televisão) - Cardoso
1996/1997 - O Rei do Gado TV Globo (Televisão) - Orestes Maia
1997/1998 - Canoa do Bagre TV Record (Televisão) - Aníbal

(*) Pesquisa concluída

2 comentários:

Iara Foschino insights disse...

Ele tem 3 filhos,a primeira foi com a unica mulher com que casou no papel a fotografa da editora abril Beatriz Maria Tereza Zacarelli Parreiras , com quem teve a filha mais velha Iara Zacerelli Parreiras nascida em 1972 vive em New Jersey ha mais de 20 anos, tem 48 anos. Ele foi casado com a Beatriz Maria tereza Zacarelli Parreiras ha. mais de 10 anos, nunca se diverciaram legalemnte. A segunda filha foi da namora Bruna Fernandes, que vive em Sao Bernado,Nina Parreiras nasceu em 1978 quando a Iara tinha 6 anos, ele se separarou da Mae de Nina Bruna Fernanades apos a Novela A leoa quando a Nina tinha 2 ou 3 anos. O terceiro filho foi da namorada com quem viveu muitos anos, comeceram a namorar e viver juntos em 1983, 84, a Jocelli Casarini, com quem teve um filho o Yan Casarini Parreiras nascido em 1990 vivem em Sao Paulo. Nao sei quem foi o anonimo que disse que ele tem uma filha, alguem com pessima intencoes. Ele nao foi casado com estas atrizes postadas neste blog. Ele foi casado com a Beatriz Maria Tereza Zacarelli, fotografa e editoda de fotografia das revistas Exame, Veja e outras. A primeira filha dele sempre estava nos bastidores de muitos dos seus trabalhos, principalente no teatro sesi aonde conhecia todo o elenco com quem o Luiz Carloz Parreiros trabalhou. A familia nao entrou em contato com a filha mais velha quando ele ficou doente.Ela estava conversando com seu pai pelo telefone toda a semana de New Jersey de maio de 1919 e 2 semanas antes do falecimento. Estava em contato com a irma Nina pelo Watsup. A filha mais velha Iara teve problemas serissimos com is irmaos de Luiz Carlos,os Tios Luiz Eduardo Ruckert Parreiras,E Luiz Fernando Ruckert Parreiras, pois dois dos sobrinhos do Luiz Parreiras , os primos Sergio Oriolli Parreiras e Joao Rossi Parreiras,a estrupou quando eu morava nop Rio com 24 anoss , mas ela so se manifestou em 2011, por ter sentindo nojo, com vergonha e confusa. Ela teve a coragem de contar para a minha mae em 2011, apos ver os primos que nao queria ver por querer esquecer o que aconteceu, o encontro foi arrangado de supresa pela mae da Iara em uma secao de fotos, apos a secao de fotos, a filha mais velha do Luiz Parreiras, resolveu contar, ficou abalada e com nojo da familia toda e bloqueo todos no Facebook para evitar lembrar. O Luiz Carlos morreu sem saber que a filha mais velha foi estrupada pelos sobrinhos. Iara a filha do Luiz sempre amou seu pai,sofreu muito com a separacao, e seguiu a carreira do Pai no Rio aonde fez teatro e cionema. Ela esta abaladissima ate hoje e nao vai se recuperar disso, pois a familia do Luiz Parreiras, tentou silencia-la, opreimi-la principalmente quando ela contou o que aconteceu, e resolveu nao falar mais com eles. E triste ver pessoas tentarem me silenciar ou pretenderem que ela nunca exixtiu sendo ela teve uma longa storia com o pai. Eles pretendiam que eu nao existia desde crianca , adolescente agora estamos lendo isso. Quanbdo eles se falavam antes de falecer ela claramente desabafava para filha mais velha Iara que nao queria morrer, ele era um artista verdadeiro e tinha sede de ainda pintar mais e compartilhou varias ideias com sua filha Iara com quem sempre falavam de filmes e de pecas de teatro, pois esta era e a formacao da filha mais velha. Vivemos em tempos aonde tentam calar a arte e mulheres da propria familia, o que e muito triste pois o trabalho do Luiz Carlos Parreiras no teatro ajudou a quebrar a ditadura nos anos 60 ate os anos 80.

Iara Foschino insights disse...

Aqui e a filha mais velha do Parreiras, a Iara, apelidada Papita por ele. Estou pasma com a falta de respeito de não ter apagado o comentário aonde um anônimo diz que Luiz teve uma filha a Nina. Este comentário e provalvemente vindo de alguém em contato com a minha meia irma filha da ex namorada Bruna, ou veio dos meus estragadores primos Joao Rossi Parreiras ou Sergio Oriolli Parreiras, filhos dos irmanes do meu pai.
Meu pai na verdade foi casado uma vez, com a minha Mae a Bia com que ficou casado por 10 anos , mas nunca se divorciaram oficialmente.
A me de Nina Bruna Fernandes namorou com meu pai quando ele ainda estava com minha mae eu tinha 5 anos de idade, foi um trauma muito grande, pois ele que cuidava de mim e eu era muito apegada nele. A Bruna me maltratou e falou mal de mim para familia, o que fez minha vida como criança muito difícil.

Apesar disso, eu ia em todas as pecas que emu pai fazia no Sesi, quando minha mae nao tinha com quem me deixar, Eu assisti a falecida com seis anos, por meses quase todos os dias, e acabei decorando a peca o que me levou a fazer teatro mais velha. Sabia as falas do santo milagroso, e foi quando eu fiquei amiga ainda criança do Elias Gleisas muito amigo do meu pai um comediante nato que me levava para comer doce escondido do meu pai e me pedia para noas contar..Eu acabei contato para meu pai um Mex antes de falecer quando estava doente no asilo e ele riu muito..Conversamos bastante antes de ele morrer. Eu sou ativista e tive problemas para sair do pais .

Minha irma sabia disso, mas ela nao me avisou da condição dele quando aconteceu, eu fiquei sabendo muito depois. Meus irmanes sempre me ignoraram então eu nao sabia o que estava acontecendo morando fora do Pais. algo que vai ser difícil de perdoa-los pois a mae deles ja tiraram meu pai de mim quando criança e quando meu pai ficou doente eles esconderam de mim ..e agora estão tentando me deletar?

Ainda estou a procura de fotos com meu pai que estão com eles mas nao querem me dar. Tenho algumas mas quero todas as lembranças do meu querido pai que amo para sempre. Ainda espero desculpas da Bruna Fernandes e JO Casarini, pela falta de respeito a uma criança e tirar o pai, e ainda usar os filhos contra mim.
Abracos