Pesquisar este blog

domingo, 19 de setembro de 2021

Maria Sá Earp



Nome real: Maria de Lourdes Sá Earp

Créditos: Maria Sá Earp, Maria Sá Earp, Maria de Sá Earp, ou Maria de Sá Earp, Maria Sá-Earp, Maria Sá-Earp, Maria de Sá-Earp, ou Maria de Sá-Earp

Atividades: Atriz e cantora

Áreas: Cinema, teatro, música e rádio
    
Nascimento: 21/09/1909, Petrópolis/RJ

Óbito: 02/11/1989, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Infarto

Relacionamentos: Namorou com o cantor lírico italiano Giacomo Vaghi (1936/1937). Foi casada com Giacomo Vaghi (1937/19??), um filho: Antonio.

Nota: Afastou-se da mídia. Filha de Arthur de Sa Earp e de Esther Diniz Portugal de Sá Earp. Formada em Canto. Destacou-se como cantora lírica. Atuou no Brasil e no exterior. Seu marido Giacomo faleceu em 29/04/1978, aos 76 anos. Nome de casada: Maria de Lourdes de Sá Earp Vaghi

Carreira: 1931-1956

Alguns trabalhos*:

1934 - Ópera Turandot (Teatro) - Liù
1935 - Ópera La Bohème (Teatro) - Mimi (Itália)
1935 - Ópera Madame Butterfly (Teatro) -  Cio-Cio-San 'Madame Butterfly' (Itália)
1936 - Temporada Lyrica do Teatro Municipal: Elixir D'Amore (Teatro) - Cantora
1936 - Temporada Lyrica do Teatro Municipal: Lo Schiavo (Teatro) - Cantora
1938 - Teatro dell'Opera di Roma (Teatro) - Cantora (Itália)
1939 - Ópera Barbeiro de Sevilha (Teatro) - Rosina
1950 - O Guarani (Teatro) - Cantora
1951 - Ângela (Cinema)
1955 - O Guarani (Teatro) - Cantora
1956 - Rádio Mundial do Rio de Janeiro: Programa Uma Noite na Ópera (Rádio) - Cantora

(*) Pesquisa em andamento

5 comentários:

Diana A C Souza disse...

Saudades dessa linda voz.Gostaria De saber onde posso encontrar alguma gravação dela.

Tela Principal disse...

Muito gentil a publicação. Maria de Lourdes Sá Earp casou-se com Giacomo Vaghi, teve um filho Antonio e depois veio a se separar do marido. A morte dela ocorreu em 1989 devido a um ataque cardíaco. Sou um de seus netos, Ricardo Freitas Valle Vaghi.

Vytoria Rudan Pieranti disse...

Oi Ricardo. Tia Maria, assim como eu a chamava. Morávamos na praça Eugenio Jardim. Tenho lindas recordaçoes dela, sempre bonita de personalidade forte. Fez uma festa de aniversario linda e amorosa na sua casa pra mim. Eu era criança,mas jamais esquecerei. Era uma das melhores amigas da minha mae Diva Pieranti que tambem foi uma grande cantora de Opera. Sua avó era o maximo. Um beijo pra voce.😉.

Jorge Sá Earp disse...

Belo e justo registro de minha tia-avó, a grande cantora lírica Maria Sá Earp.

Roberto Elias da Câmara Moura disse...

Caro sr Jorge de Sá Earp, É com alegria que encontro esses comentários aqui sobre a Diva, protagonista da primeira ópera que assisti nos 60. Tive o prazer de ir até ao seu camarim, eu estava acompanhado de uma cantora de são paulo, já aposentada, Ida Cardarelli. Na ocasião presenciei uma cena de fúria da Diva, em razão da Clara Marize ter bisado a ária da Museta. De fato foi uma injustiça, a participação dela foi simplesmente fantástica, nas 3 grandes árias. Achei-a linda, embora com a maquiagem desbotando no rosto, pelas lágrimas, dizia que jamais voltaria ao TMRJ, que cantava em Nova York e era aplaudidíssima. etc. Mesmo assim estava linda. Um fato que me chocou foi quando do centenário do TMRJ, passei o dia inteiro assistindo tudo que foi apresentado, encerrou com o Réquiem de Verdi, quando foi anunciado o seu falecimento, houve aplausos da platéia, emocionante, a minha Diva morreu.