Pesquisar este blog

sábado, 30 de novembro de 2019

Agildo Ribeiro



Nome real: Agildo Barata Ribeiro Filho

Créditos: Agildo Ribeiro, Agildo Barata Filho, Ribeiroou Adjudo Ribeiro

Atividades: Ator, diretor, apresentador, autor, produtor e repórter

Áreas: Cinema, teatro e TV

Nascimento: 26/04/1932, Rio de Janeiro/RJ

Óbito: 28/04/2018, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Infarto

Relacionamentos: Namorou com a atriz Nancy Montez (1958-1959); e com Vanda (1965), um filho: Marcelo. Foi casado com a atriz Consuelo Leandro (1955-1957); com a vedete e musicista Conchita Mascarenhas (1959-1961); com a atriz Marília Pêra (1965-1968); e com uma prima distante (1970-1971). Viúvo da atriz e bailarina Nídia 'Didi' Barata Ribeiro (1971-2009).

Nota: Destacou-se como humorista. Formado em Filosofia. Em 2013, aos 81 anos, descobriu ser pai de um filho fora do casamento, nascido em 1966. Sofria de problemas cardíacos.

Site: https://www.facebook.com/agildo.ribeiro.3975

Carreira: 1953-2018

Alguns trabalhos:

1953 - Casa da Viúva Costa (Teatro)
1955 - Assim de Mulher! (Teatro)
1956 - Mas Muito Mesmo! / Muito Boa! (Teatro)
1957 - Rumo à Brasília (Teatro)
1957 - Uma Noite com Brasília (Teatro)
1958 - Esputinique no Morro (Teatro)
1958 - Se Quer, Diz Logo (Teatro)
1957/1959 - A Compadecida (Teatro) - João Grilo
1959 - Aí Vêm os Cadetes! (Cinema)
1962 - A Compadecida (Teatro) - João Grilo
1963 - As Aventuras de Ripió Lacraia (Teatro)
1964 - Os Direitos da Mulher (Teatro)
1965/1966 - TVÓ Canal Zero e TV1 Canal Meio (Televisão) - Apresentador
1967 - O Inspetor Geral (Teatro) - Kiestakov
1968/1971 - Balança Mas Não Cai 'Globo' (Televisão)
1969 - Viva a Revista! (Televisão) - Apresentador
1970 - Como Matar um Playboy (Teatro)
1971 - Como Matar um Playboy (Teatro) - (Portugal)
1972 - Misto Quente (Teatro)
1976/1982 - Planeta dos Homens (Televisão) - Professor Cagliosto

Nenhum comentário: