Pesquisar este blog

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Mario Brasini



Nome real: Mario Farias Brasini

Créditos: Mario Brasini, Mário Brasini, Mario Brazini, ou Mário Brazini

Atividades: Ator, radioator, autor, roteirista, escritor, jornalista, radialista, apresentador, diretor e produtor

Áreas: Cinema, teatro e TV

Nascimento: 31/01/1921, Rio de Janeiro/RJ

Óbito: 09/10/1997, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Pneumonia

Relacionamentos: Foi casado com a atriz Vanda Lacerda (1944-1958), uma filha: Cláudia (falecida ainda criança). Era casado com a atriz Theresa Amayo (1958-1997), dois filhos: Márcia e Rodrigo.

Nota: Estava aposentado. Formado em Teatro. Também atuou como empresário teatral na companhia "Os Artistas do Povo" (1947), e na "Cia. Amayo-Brasini". Amante da Fotografia e da eletrônica, foi um dos introdutores do ponto eletrônico, que hoje é utilizado em todas as emissoras brasileiras. Sua filha Cláudia faleceu ainda criança. Sobreviveu a um câncer na próstata.

Carreira: 1937-1980

Alguns trabalhos:

1937 - Luz de Gás (Teatro)
1943 - A Viúva Alegre (Teatro) - Atuação e Direção
1944 - Dias Felizes (Teatro)
1947 - A República dos Meus Sonhos (Teatro) - Atuação, Autoria, Direção e Produção
1947 - Amores de Um Solteirão (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1947 - Mentirosa (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1947 - O Amor Que Não Morreu (Teatro) - John Thompson, além da Produção
1947 - O Anjo da Meia-Noite (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1947 - O Irresistível Lohengrin (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1947 - Obsessão (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1947 - Quando Foge e Mocidade (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1947 - Toda a Vida em Quinze Dias (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1947 - Um Raio de Sol (Teatro) - Atuação, Tradução, Direção e Produção
1949 - Iracema (Cinema) - Martins
1951 - Rádio Nacional: Radionovela Essa Estranha Mulher (Rádio) - Heller
1952 - Depois do Casamento (Teatro) - Direção e Produção
1952 - Teleteatro Tupi: Massacre (Televisão)
1953 - Rádio Nacional: Radionovela A Dama de Negro (Rádio) - Pantaleão
1953 - Um Raio de Sol (Teatro) - Tradução
1954 - A Cidade Assassinada (Teatro)
1956 - Teatro de Variedades TV Rio: Elizabeth de Inglaterra (Televisão)
1957 - É do Amor Que Se Trata (Teatro)
1957 - Teatro de Variedades TV Rio: A Ceia dos Cardeais (Televisão)
1957/1958 - Rádio Mayrink Veiga: Programa O Mundo em Suas Mãos (Rádio) - Apresentador
1959 - Grande Teatro Tupi: Ressurreição (Televisão) - Autoria
1959 - Teatro Câmera Um: Os Olhos do Cadáver (Televisão)
1959/1962 - O Marido da Estrela (Televisão) - Direção
1961/1962 - Opo Apasipilapadodo / O Asilado (Teatro) - Asilado
1962 - Grande Teatro Tupi: Ressurreição (Televisão) - Autoria
1963 - Noites Cariocas (Televisão)
1963/1964 - Divórcio (Teatro) - Direção e Produção
1963/1964 - O Noviço (Teatro) - Direção e Produção
1963/1964 - O Rapto das Cebolinhas (Teatro) - Direção e Produção
1963/1964 - Um Raio de Sol (Teatro) - Direção e Produção
1964 - O Desconhecido (Televisão) - Alberto
1964 - Praça Onze (Televisão)
1964 - A Guerra Mais ou Menos Santa  (Televisão) - Autoria
1964 - A Moral do Adultério (Teatro) - Direção
1965 - A Guerra Mais ou Menos Santa (Teatro) - Autoria
1965 - Grande Teatro Tupi: Maria Boa / The Good Mary (Televisão)
1965 - Teatrinho Trol da Tupi: O Mago da Luz (Televisão)
1967/1968 - Ventos nos Ramos de Sassafrás (Teatro)
1971 - Um Vizinho em Nossa Vidas (Teatro) - Produção
1979/1980 - Aqui e Agora (Teatro) - Atuação e Autoria

3 comentários:

Will Tom Tom disse...

TALENTO ÍMPAR!!!
GRANDE ARTISTA DE NOSSA DRAMATURGIA!!!
QUE SUA HISTÓRIA SEJA ESTUDADA NOS MEIOS ACADÊMICOS, TAMANHA A SUA IMPORTÂNCIA.

Paulo Costa disse...

Vi este ator no filme MÁSCARA DA TRAIÇÃO com Glória Menezes e Tarcisio Meira ontem dia 1 de fevereiro. Excelente ator, desenvoltura convincente. Teve uma intensa vida como ator e inventor. Pena que não o temos mais conosco!

jhoncar disse...

Carioca do Leme,um amante da Fotografia e da eletrônica foi um dos introdutores do ponto eletrônico para ajudar a memória dos artistas segundo ele.
abraços.