Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Luiza Nazareth



Nome real: Luiza Nazareth

Créditos: Luiza Nazareth, Luíza Nazareth, Luísa Nazareth, Luisa Nazareth, Luíza Nazaré, ou Luiza Nazare

Atividades: Atriz e radioatriz

Áreas: Teatro, rádio e cinema

Nascimento: 10/12/1894, Rio de Janeiro/RJ

Óbito: 03/11/1989, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Natural

Relacionamentos: Viúva do musicista João Carvalho (1916/1918), uma filha: a atriz Zilka Salaberry; e com o empresário teatral Gabriel Cantanheda (1921/19??), duas filhas: a atriz Lourdes Mayer, e a atriz Alair Nazareth.

Nota: Afastou-se da mídia. Destacou-se como atriz infantil. Filha do ator Candido Nazareth e da atriz Ângela Diaz. Avó do diretor e produtor Geraldo Iglesias, e do autor Mário Sallaberry. Seu marido João Carvalho faleceu de problemas cardíacos. Nomes de casada: Luiza Nazareth de Carvalho ou Luiza Nazareth Cantanheda.

Carreira: 1906-1975

Alguns trabalhos*:

1920 - As Pastorinhas (Teatro) - Mãe de Beatriz
1920 - Martyr do Calvário (Teatro) - Verônica
1920 - O Secretário de S. Exa. (Teatro) - Adelaide
1921 - As Duas Gatas (Teatro)
1921 - Martyr do Calvário (Teatro) - São João
1925 - O Canário (Teatro) - Sara
1926 - Minha Sogra É Camarada (Teatro) - Anatolia
1929 - A Casa  de Seu Martins (Teatro) - Minervina
1929 - O Chefe Político (Teatro) - Miquelina
1930 - Carta Anonyma (Teatro)
1930 - Chauffeur (Teatro)
1930 - Com Amor Não Se Brinca (Teatro)
1930 - Minha Mulher em Duplicata (Teatro) - Fata Morgana
1930 - O Amor D'Aqui a 50 Annos (Teatro)
1930 - Paga a Conta, Januário (Teatro) - Cypriana
1930 - Prompto Socorro (Teatro)
1930 - Que Noite, Meu Deus! (Teatro)
1931 - O Bobo do Rei (Teatro) - Madame Larousse
1931 - O Bombonzinho (Teatro) - D. Tetéia
1931 - O Duplo Maurício (Teatro) - Guiomar Aroeira
1931 - O Interventor (Teatro) - Rosa
1931 - O Maluco da Avenida (Teatro)
1931 - O Marido de Minha Noiva (Teatro) - Thozia
1931 - O Rei do Petróleo (Teatro)
1931 - O Tio Solteiro (Teatro) - Leocadia
1931 - Que Santo Homem! (Teatro)
1931 - Quem Manda Aqui, Sou Eu! (Teatro) - Cota
1931 - Um Beijo na Face (Teatro) - Condessa
1931 - Uma Cura de Repouso (Teatro)
1935 - Deus (Teatro)
1935 - Saudade (Teatro) - Ema
1937 - Anna Christie (Teatro)
1937 - Assim... Não É Pecado (Teatro) - Dorothéa
1937 - O Hóspede do Quarto Nº 2 (Teatro)
1937 - Uma Loura Oxigenada (Teatro)
1939 - Onde Estás Felicidade (Cinema) - Clodô
1941 - A Cigana Me Enganou (Teatro)
1941 - A Flor da Família (Teatro)
1941 - A Pensão de Dona Estela (Teatro)
1941 - Carlota Joaquina (Teatro)
1941 - Crepúsculo (Teatro)
1941 - Maridos de Segunda Mão (Teatro)
1941 - Médico à Força (Teatro)
1941 - Mulher Infernal (Teatro)
1941 - Nossa Gente É Assim (Teatro)
1941 - O Chalaça (Teatro)
1941 - O Hóspede de Quarto Número 02 (Teatro)
1941 - O Morro Começa Ali (Teatro)
1941 - Sansão (Teatro)
1941 - Se a Sociedade Soubesse (Teatro)
1942 - Mania de Grandeza (Teatro)
1942 - O Sábio (Teatro)
1945 - Grande Mulher (Teatro)
1945 - O Neto de Deus (Teatro)
1945 - Programa Sequência G-3 (Rádio) - D. Mariquinha
1949 - Rádio Tupi: Programa O Teatro das Quatro (Rádio)
1951 - A Cor do Silêncio (Teatro)
1951 - Teatro Policial TV Tupi: O Degrau (Televisão)
1958 - Teatro Romance Tupi: Duas Vidas (Televisão)
1959/1961 - Society em Baby Doll (Teatro) - Eulália
1962 - Boa Noite, Betina! (Teatro)
1975 - Super Rádio Tupi Rio de Janeiro: Radioteatro Conflito de Gerações (Rádio)
1975 - Super Rádio Tupi Rio de Janeiro: Radioteatro Mais Forte Que o Ódio (Rádio)
1975 - Super Rádio Tupi Rio de Janeiro: Radioteatro Vida Somente Vida (Rádio)

(*) Pesquisa em andamento

Um comentário:

Anônimo disse...

Só uma correção, o seu marido João Carvalho, segundo sua filha Zilka Salaberry não morreu da gripe espanhola e sim durante a espanhola de problemas cardíacos, a própia Zilka diz isso em uma entrevista com Vida Alves para o Museu da TV que esta no youtube