Pesquisar este blog

terça-feira, 11 de agosto de 2020

Daniela Perez



Nome real: Daniela Ferrante Perez

Créditos: Daniela Perez, Daniella Perez, Daniela Pérez, Daniella Peres, ou Daniela Pérez, Daniella Peres

Atividades: Atriz e bailarina e dançarina

Áreas: Teatro e TV

Nascimento: 11/08/1970, Rio de Janeiro/RJ

Óbito: 28/12/1992, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Homicídio (trauma por golpes de objetos perfuro-cortantes)

Relacionamentos: Namorou com o ator Duda Ribeiro (1986-1988); e com Rodrigo de Abreu (1989). Era casada com o ator Raul Gazolla (1989-1992).

Nota: Formada em Teatro. Filha da novelista Glória Perez e de Luiz Carlos Saupiquet Perez. A atriz foi assassinada pelo colega de trabalho e ator Guilherme de Pádua, junto com sua esposa Paula Thomaz, na época em que gravavam a novela "De Corpo e Alma". Nome de casada: Daniela Perez Gazolla.

Carreira: 1987-1993 (11 obras)

1985 - Grupo Vacilou Dançou: América Ladina (Teatro) - Bailarina
1986 - Grupo Vacilou Dançou: Momentos (Teatro) - Bailarina
1987 - Grupo Vacilou Dançou: Gauche (Teatro) - Bailarina
1988 - Grupo Vacilou Dançou: Procura (Teatro) - Bailarina
1989 - Grupo Vacilou Dançou: Viralatas... Mas com Pedigree (Teatro) - Bailarina
1989/1990 - Kananga do Japão TV Manchete (Televisão) - Eduarda
1990/1991 - Barriga de Aluguel TV Globo (Televisão) - Clotilde 'Clô'
1991/1992 - O Dono do Mundo TV Globo (Televisão) - Yara Maciel
1992 - Dança Comigo ‘ensaio’ (Teatro) - Bailarina, além da Atuação (inédita)
1992 - Roberto Carlos Especial TV Globo: Luz Divina (Televisão) - Virgem Maria
1992/1993 - De Corpo e Alma TV Globo (Televisão) - Yasmin Bianchi (encerramento póstumo)

2 comentários:

Anônimo disse...

Daniela já era uma celebridade quando aconteceu o crime feito pelos seus covardes algozes ,era uma mulher muito fotografada ,muito requisitada pela sua hipnótizante beleza, muito presente em tudo e movida pelo seu incomum e extraordinário talento de atriz e dançarina,,,acredito que foi isso que motivou o crime: a inveja, e o ódio gratuito q ela ganhou pelos medíocres que não tinham o brilho e a luz que atraia a todos ao seu redor,,até hoje foi uma perda irreparável ao meio artístico

Anônimo disse...

Nem sabia que o filho do JOSÉ PEREIRA DE ABREU foi seu parceiro. Onde parece ter cometido suicídio mesmo. Onde o pai disse 'pirei... mas pirei numa boa'. Uau!
A via no RJ dirigindo. Depois a mãe. Meses após a atrocidade. E que bom que parece estar se recuperando. Tem que ser.