Pesquisar este blog

terça-feira, 30 de junho de 2020

Fábio Junqueira



Nome real: Fábio César Nogueira Junqueira

Créditos: Fábio Junqueira, ou Fabio Junqueira

Atividades: Ator, diretor, produtor e professor de interpretação

Áreas: Cinema, teatro e TV

Nascimento: 30/03/1956, São Paulo/SP

Óbito: 20/11/2008, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Edema cerebral

Relacionamentos: Era casado com Maria Inês de Lima Martins Torres (1975-2008), um filho: o ator Caio Junqueira.

Nota: Formado em Teatro. Irmão  da atriz Bia Junqueira. Padastro do ator Jonas Torres. Sofria de câncer no cérebro. Estava internado a quatro meses.

Carreira: 1975-2008

Alguns trabalhos:

1975 - O Baile dos Ladrões (Teatro)
1979 - Ao Lado Meu na Imensidão (Teatro)
1979 - Aplauso TV Globo (Televisão)
1981 - Ciranda de Pedra TV Globo (Televisão) - Pedro
1980/1984 - O Bem-Amado TV Globo: Inferno na Sacristia (Televisão) - Assaltante
1992/1993 - A Comédia dos Erros (Teatro)

3 comentários:

Anônimo disse...

... soube do falecimento no dia em que houve mesmo!
Como se vai cedo pela doença. Sendo em muitos caso em ARTISTAS.
E se foi no dia do aniversário do filho.

* Lembro de ler numa revista onde dizia 'ter sido pai aos 19 anos'.

Anônimo disse...

Adorava ele,era um ótimo ator. Lembro-me de começar a gostar do seu trabalho a partir da novela Pacto de Sangue de 1989, se não me engano. A notícia de sua partida me deixou muito triste. Até hoje procuro de todas as formas sem sucesso adquirir essa novela e " SALOMÈ" onde ele também atuou com muita maestria.
O que me deixa de coração tranquilo é saber que ele está bem.

Anônimo disse...

Fábio não se aposentou.
Esteve na MULTIRIO, canal público educacional carioca mantido pelo município do Rio de Janeiro, como diretor durante um longo período é de lá foi para Record também dirigindo dramaturgia.
Lá surgiu, inesperadamente, a doença que rapidamente o consumiu e teve pela empresa todo o tratamento custeado.