Pesquisar este blog

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Antônio Patiño



Nome real: Antônio Patiño

Créditos: Antônio Patiño, Antonio Patiño, ou Antonio Patino

Atividades: Ator, dublador, diretor, produtor e professor de interpretação

Áreas: Rádio, cinema, teatro e TV

Nascimento: 14/10/1929, Santos/SP

Óbito: 01/09/2014, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Falência múltipla dos órgãos

Relacionamentos: Viúvo da autora teatral Rachel Castello Branco Patiño (19??-1996), quatro filhos: Andréa, Marília, Maria Luisa e Rodrigo.

Nota: Aposentado. Sua filha, a bailarina Marília Castello Branco Patiño, faleceu de câncer, em 2000. Fazia hemodiálise, há alguns anos, até falecer de falência múltipla dos órgãos em decorrência de uma insuficiência renal.

Carreira: 1951-1998

Alguns trabalhos:

1950/1951 - Rádio Ministério da Educação ‘MEC’ (Rádio) - Radioator
1951 - Abertura de um Testamento (Teatro)
1952 - Está Lá Fora um Inspetor (Teatro) - Eric
1952 - Loucuras do Imperador (Teatro) - Barão de Avelar
1952 - O Moço Bom e Obediente (Teatro)
1955 - O Canto da Cotovia (Teatro)
1955 - O Rio (Teatro)
1956 - A Descoberta do Novo Mundo (Teatro) - Cristóvão Colombo
1956 - Auto da Cananéia (Teatro)
1956 - Teatro do Rio da TV Rio: A Descoberta do Novo Mundo (Televisão)
1956 - Teatro do Rio da TV Rio: O Jogador (Televisão) - O jogador
1958 - A Almanjarra (Teatro) - Atuação e Direção
1958 - As Três Irmãs (Teatro)
1958 - O Moço Bom e Obediente (Teatro)
1958 - Senhorita Júlia (Teatro)
1959 - A Torre de Marfim (Teatro) - Otávio
1959 - O Tesouro de Chica da Silva (Teatro)
1959/1961 - Society em Baby Doll (Teatro)
1960 - Teatro Studio A TV Rio: Grande Hotel (Televisão)
1960 - Teatro Studio A TV Rio: O Freguês da Madrugada (Televisão)
1960 - Teatro Studio A TV Rio: Rainha do Ferro Velho (Televisão)
1961 - A Grande Feira (Cinema) - Político
1961 - Procura-se Uma Rosa (Teatro)
1962 - As Loucuras de Mamãe (Teatro)
1962 - Disque M. para Matar (Teatro)
1962 - Feliz Assassinato! (Teatro)
1962 - Homenagem à Hora da Sesta (Cinema)
1962 - Society em Baby Doll (Teatro)
1963 - Victor ou as Crianças no Poder (Teatro) - Charles Paumelle
1964 - A Guerra Mais ou Menos Santa (Teatro) - Padre Neto
1965 - A Guerra Mais ou Menos Santa (Teatro) - Padre Neto
1965 - A Um Pulo da Morte (Cinema) - Comissário
1965/1966 - 22-2000 Cidade Aberta (Televisão) - Comissário
1967/1968 - Arena Conta Tiradentes (Teatro) - Cunha Menezes
1968 - A Um Pulo da Morte (Cinema) - Comissário
1969 - A Última Valsa (Televisão) - Teodósio
1969 - Antígona (Teatro) - Creonte
1970 - A Teia de Aranha (Teatro)
1970 - Grande Teatro Infantil: A Moura Torta (Televisão)
1970 - Grande Teatro Infantil da Tupi: A Rainha Santa (Televisão)
1970 - Grande Teatro Infantil: O Fígaro Indiscreto (Televisão)
1970 - O Balcão (Teatro)
1970/1971 - A Teia de Aranha (Teatro)
1971 - Os Últimos (Teatro) - Iákov / Iácha
1972 - O Interrogatório (Teatro) - Juiz
1973/1974 - O Semideus (Televisão) - Horácio Figueira
1974/1975 - Corrida do Ouro (Televisão) - André Steiner
1975/1976 - Bravo! (Televisão) - Orlando Salgado
1976 - A Família Que Mata Unida (Teatro)
1976 - Equus (Teatro) - Frank Strang
1976/1977 - Estúpido Cupido (Televisão) - Padre Batista ‘Batistão’
1977 - Dona Xepa (Televisão) - Raul Camargo
1977/1978 - Sinhazinha Flô (Televisão) - Moirão
1977/1983 - Os Trapalhões (Televisão)
1978 - Gina (Televisão) - Pepino
1978 - Maria, Maria (Televisão) - Braço Forte
1978/1979 - Dancin' Days (Televisão) - Augusto
1978/1979 - Pecado Rasgado (Televisão) - Honório
1980 - Água Viva (Televisão) - Delegado de polícia
1980 - Marina (Televisão) - Otávio
1981 - Chico Total (Televisão)
1981 - O Amor É Nosso (Televisão) - Rogério Gusmão
1982 - Sétimo Sentido (Televisão) - Dr. Tulio
1982/1983 - Chico Anysio Show 'Globo' (Televisão)
1983 - Louco Amor (Televisão) - Paquera de Renata Dumont

4 comentários:

Anônimo disse...

Andrea Patino disse...
Senhor Mario Gordilho,

Sua postagem está, em parte, equivocada. Meu pai, ANTÔNIO PATIÑO, está 84 anos e aposentado como ator e dublador.
Assim como eu, ANDRÉA CASTELLO BRANCO PATIÑO, estou com 41 anos, tenho uma filha de 12 anos, trabalho e jamais tive um acidente sério de automóvel, graças ao Bom Deus!
Minha irmã, MARÍLIA CASTELLO BRANCO PATIÑO, faleceu em 2000,por motivo de doença.
Por favor, corrija a informação.
Atenciosamente,
Andréa Castello Branco Patiño
9 de fevereiro de 2014 14:58

MARIO GORDILHO disse...

MARIO GORDILHO disse...
Prezada Andrea,

Antes de alguma coisa, estamos felizes em saber que o ator Antonio Patiño está vivo, e você também.

Esclarecemos que não estamos aqui para prejudicar ninguém.

Pesquisamos em diversas fontes da net e por isso postamos as informações que ora diz equivocadas.

Diante deste seu depoimento e pedido, prontamente alteramos os dados.

Se puder colaborar mais ainda com a data completa de nascimento do ator, ficaríamos ainda mais agradecidos.

E por falar em sua irmã falecida, era também era atriz? De nome Marilia Branco?

Desculpe-nos pelo transtorno.

Atenciosamente,

Mario Gordilho
9 de fevereiro de 2014 19:45

Anônimo disse...

Gerson Ferreira disse...
Na verdade a informação da morte do Antônio veio pelo dublador Felipe Grinnan, que havia dito para o Silvio Navas que o Antônio havia morrido à lá pra 2003, e o Silvio passou essa informação pra mim e eu pus no site Casa da Dublagem.

A neta do Antônio conversou comigo, Elisa, e me explicou que o avô ainda está vivo.

Obrigado a família por nos mandar essa informação, é muito importante termos as informações certas para não cometermos esses erros.
2 de março de 2014 22:02

Anônimo disse...

Dimas Perrin disse...
Andrea, a Internet é mesmo uma coisa fabulosa. Fui colega de sua mãe Raquel na Faculdade Estácio. Não sabia que ela havia falecido. Fiquei triste com a noticia.
Hoje mesmo estava olhando e recordando o meu album de formatura e lá está o retrato dela. Uma grande colega. Mas a vida é assim mesmo. Lutar e depois partir. Abs. e felicidades pra voces. Dimas Perrin
8 de dezembro de 2015 19:00