Pesquisar este blog

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Lourdes Rocha



Nome real: Maria de Lourdes Rocha Teixeira

Créditos: Lourdes Rocha, ou Lurdes Rocha

Atividades: Atriz, radioatriz, dubladora e apresentadora

Áreas: TV e rádio

Nascimento: 18/09/1936, SP

Óbito: 29/12/1988, São Paulo/SP

Causa óbito: Falência múltipla do órgãos

Relacionamentos: Era viúva do diretor Osvaldo Renato Petrauskas (1972-1988), um filho: Igor.

Nota: Afastou-se da mídia. Formada em Teatro. Em 13/08/1988, seu marido Osvaldo Petrauskas, que era diretor de programas do SBT, foi vítima fatal de um acidente automobilístico ocorrido após as gravações externas do programa "Viva a Noite", nas proximidades de Pradópolis/SP. Lourdes não resistiu ao choque de perder o marido e morreu semanas depois. Faleceu, enquanto enquanto estava internada, de falência múltipla de órgãos. Nome de casada: Maria de Lourdes Rocha Teixeira Petrauskas.

Carreira: 1955-1986

Alguns trabalhos:

1955 - Rádio Nacional São Paulo: Radionovela Tia Júlia (Rádio)
1955 - Teledrama TV Paulista: Ter ou Não Ter (Televisão)
1956 - Rádio Nacional São Paulo: Radionovela Enquanto o Sono Não Chega... (Rádio)
1957 - Intimidade TV Paulista (Televisão)
1957 - Teledrama TV Paulista: O Cortiço (Televisão)
1957 - Teledrama TV Paulista: Se o Corinthians Perdesse (Televisão)
1957 - Teledrama TV Paulista: Vestido de Noiva (Televisão)
1958 - O Mártir de Gólgota (Teatro) - Maria Madalena
1958 - Teledrama TV Paulista: Arara Vermelha (Televisão)
1958 - Teledrama Três Leões TV Paulista: Mulheres (Televisão)
1959 - Rádio Nacional São Paulo: Radionovela O Passado Que Volta (Rádio)
1959 - Romance e Melodia TV Paulista (Televisão)
1959 - Teledrama Três Leões TV Paulista: A Mulher Que Sabia Demais (Televisão)
1966/1968 - Redenção TV Excelsior (Televisão) - Marisa

Um comentário:

Anônimo disse...

O marido Oswaldo Renato Petrauskas era diretor de programas da rede SBT e morreu num acidente estradal, com outros integrantes da equipe do SBT, ocorrido em uma das gravações externas do programa Viva a Noite, no dia 13 de dezembro de 1988, acabou escapando de um acidente que levou a morte cinco funcionários do SBT. Na ocasião a equipe gravava um especial com a dupla Chitãozinho e Xororó, na chácara dos artistas em Jaguariúna, interior de São Paulo. Na volta, o produtor e diretor de externas do programa Viva a Noite, Oswaldo Renato Petrauskas, além do câmera Messias Ferreira Azevedo Filho; do iluminador Manoel Francisco Soares dos Reis; do operador de VT Silvio Fernandes e o motorista Antônio Dias morreram em acidente automobilístico na região de Pradópolis (SP), após um motorista de uma carreta adormecer ao volante e chocar contra as Kombis que estavam os funcionários da emissora. Outras duas pessoas ficaram feridas. Lourdes não resistiu ao choque de perder o marido e morreu semanas depois.