Pesquisar este blog

sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Lúcia Delor



Nome real: Leonor da Silva Genari

Créditos: Lúcia Delor, ou Lucia Delor, Lúcia Genar, Lucia Genar, Lúcia Genari, ou Lucia Genari

Atividades: Atriz, radioatriz, locutora, radialista e dubladora

Áreas: Cinema, rádio, teatro e TV

Nascimento: 20/03/1910, Rio de Janeiro/RJ

Óbito: 22/05/1986, Rio de Janeiro/RJ

Causa óbito: Septicemia e falência múltipla doas órgãos em decorrência do Mal de Alzheimer

Relacionamentos: Foi casada com Armindo Di Mônaco (1927/1933), dois filhos: a atriz Maria do Céu, e Renato; e com o ator Delorges Caminha (1934/1944).

Nota: Estava aposentada. Filha de Angelo de Genari e da atriz Palmira Silva. Registrada em 24/03/1910. Irmã da atriz Diva Sônia. Em 1955, seu ex-marido Armindo, que sofria de alcoolismo, foi encontrado morto, no quarto em que residia sozinho. Sua filha Maria do Céu, posteriormente, casou-se com seu ex-marido Delorges Caminha, com quem teve dois filhos. Sofria do Mal de Alzheimer. Foi sepultada no Cemitério Jardim da Saudade, no Rio de Janeiro/RJ. Nome de casada: Leonor da Silva Mônaco.

Carreira: 1933-1983

Alguns trabalhos*:

1933/1934 - Que Culpa Tenho Eu de Ser Bonito (Teatro) - Nenê
1934 - A Boateira (Teatro) - Niza
1934 - Deus Lhe Pague (Teatro) - Vizinha
1934 - Mas Que Mulher! (Teatro)
1934 - O Canto Sem Palavras (Teatro)
1934 - Peso Pesado (Teatro) - Angela
1934 - Sexo (Teatro) - Enfermeira
1935 - A Última Conquista (Teatro)
1935 - Deus (Teatro)
1935 - Divino Perfume (Teatro)
1935 - Histórias de Carlitos (Teatro) - Norma
1936 - A Ditadora (Teatro)
1936 - A Mulher Que Se Vendeu (Teatro)
1936 - De Mãos Dadas (Teatro)
1937 - Acredite Se Quiser (Teatro)
1937 - E o Amor É Assim (Teatro)
1938 - O Home Que Nasceu Duas Vezes (Teatro)
1938 - Rádio Tupi: Programa Grande Theatro Tupi: Nada (Rádio)
1938 - Tinoco (Teatro)
1938 - Iaiá Boneca (Teatro) - Iaiá Boneca
1943 - O Rei dos Tecidos (Teatro) - Lia
1944 - A Culpa É do Coração (Teatro)
1944 - Iaiá Boneca (Teatro) - Iaiá Boneca
1944 - O Casca Grossa (Teatro)
1944 - O Simpático Jeremias (Teatro)
1944 - Rádio Globo: Radionovela O Passado Não Volta (Rádio)
1945 - Rádio Globo: Programa As Aventuras do Vavá (Rádio)
1945 - Rádio Globo: Programa Show Variedades (Rádio)
1945 - Rádio Globo: Radionovela Os Imigrantes (Rádio)
1946 - Rádio Globo: Programa Grande Teatro 'A Inimiga' (Rádio)
1947 - Rádio Globo: Programa No Mundo da Carochinha (Rádio)
1950 - Rádio Globo: Radionovela A Sombra dos Filhos (Rádio)
1955 - Rádio Mundial do Rio de Janeiro: Radionovela A Mentira (Rádio)
1957 - Rádio Nacional: Programa Grande Teatro ‘A Intrusa’ (Rádio) - Kate
1957 - Rádio Nacional: Radionovela Até Morrer de Amor (Rádio) - Baronesa
1958 - Rádio Nacional: Série As Aventuras do Anjo 'A Mulher Misteriosa' (Rádio) - Constância
1970/1971 - Em Família (Teatro)

(*) Pesquisa em andamento

2 comentários:

Leonardo disse...

Filha de Palmyra da Silva Campos e Angelo de Genaro

Leonardo disse...

De acordo com a certidão de casamento com Armindo di Monaco (com quem se casou em 25/10/27, no RJ) ela nasceu em 24/03/1910 e seu nome de solteira era Leonor Silva Genari. A certidão de óbito consta falecida em 22/05/1986, vítima de uma septicemia, doença cerebrovascular generalizada/insuficiência mental, e ainda usava o nome de casada, Leonor Silva Monaco. Foi sepultada no Cemitério Jardim da Saudade