Pesquisar este blog

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Alberico Bruno



Nome real: Alberico Bruno*

(*) Nome artístico

Créditos: Alberico Bruno, ou Albérico Bruno

Atividades: Ator, autor, cantor, letrista, compositor e diretor

Áreas: Cinema, teatro e TV

Nascimento: 193?, Maceió/AL

Nota: Afastou-se da mídia. Formado em Teatro.

Site: https://www.facebook.com/george.brentii

Carreira: 1957-1980

Alguns trabalhos:

1957 - Um Deus Foi Condenado (Teatro) - Atuação e Autoria
1960 - Samba em Brasília (Cinema)
1961 - Eu Sou o Tal (Cinema)
1961 - Virou Bagunça (Cinema) - Nero
1962 - Assassinato em Copacabana (Cinema)
1963 - As Aventuras de Ripió Lacraia (Teatro) - Rasga Bucho
1963 - O Círculo de Giz (Teatro) - Azdak
1963 - Otto Lara Rezende ou Bonitinha, Mas Ordinária (Cinema)
1963 - Terra Sem Deus (Cinema) - Cantor, além da Atuação, Autoria Musical e Assistência de Direção
1964 - Asfalto Selvagem / Engraçadinha (Cinema) - Pai Fidélis
1965 - O Pagador de Promessas (Teatro) - Dedé Cospe Rima
1967 - Carnaval Barra Limpa (Cinema)
1967 - Los Triturados (Teatro) - (Buenos Aires)
1967 - Os Comediantes TV Tupi (Televisão)
1971 - Chicago 1930 (Teatro)
1972 - Comédia Especial TV Globo: O Dicionarista (Televisão) - Livreiro
1972 - Viver de Morrer (Cinema)
1973/1976 - Chico City TV Globo (Televisão)
1974 - LP Baiano & Os Novos Caetanos / Chico Anísio e Arnaud Rodrigues da Gravadora CDI (Música) - Cantor
1975 - A Farsa da Boa Preguiça (Teatro) - Aderaldo Catacão
1976 - Pedro Bó, o Caçador de Cangaceiros (Cinema) - Delegado
1979 - As Borboletas Também Amam (Cinema)
1980 - Sítio do Picapau Amarelo TV Globo: Dom Quixote, o Cavaleiro da Triste Figura (Televisão) - Barbeiro

Um comentário:

MARIO GORDILHO disse...

Fonte:

http://memoria.bn.br/DocReader/149322/993