Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Maria Fernanda



Nome real: Maria Fernanda Meireles Correia Dias

Créditos: Maria Fernanda, Maria Fernanda Meireles, ou Maria Fernanda Meirelles

Atividades: Atriz, diretora, autora, tradutora, radioatriz, apresentadora e produtora

Áreas: Cinema, teatro, rádio e TV

Nascimento: 27/10/1925, Rio de Janeiro/RJ

Relacionamentos: Foi casada com o diretor Luiz Gallon (1956-1963), um filho: Luiz Heitor Fernando Meireles Gallão; e com o ator e produtor Oscar Araripe (1963-1968).

Nota: Aposentada. Formada em Teatro. Filha do pintor Fernando Corrêa Dias e da poetisa Cecília Meireles. Seu filho Luiz Heitor nasceu em 1959. Foi integrante do grupo teatral "Os Artistas Unidos" (1952-1953). Também atuou como empresária teatral na"Companhia Maria Fernanda" (1963-1970), além de administrar o "Teatro Maria Fernanda", no mesmo período.

Site: https://www.facebook.com/Maria-Fernanda-1080885498691425/

Carreira: 1945-2005 (132 obras)

1945/1946 - Vestido de Noiva (Teatro) - D. Lígia
1946 - A Mulher Sem Pecado (Teatro)
1946 - Sempre Resta Uma Esperança (Cinema)
1947 - Frenesi (Teatro)
1947 - História de Carlitos (Teatro)
1948 - Coração Delator (Teatro)
1948 - Hamlet (Teatro) - Ofélia
1948 - Rádio Guanabara: Radioteatro Romeu e Julieta (Rádio) - Julieta
1948 - Terra Violenta (Cinema) - Irene
1949 - A Mulher de Longe (Cinema)
1949 - Festa Shakespeariana (Teatro) - Ofélia
1949 - O Carteiro do Rei (Teatro) - O menino Amal
1949 - O Pai (Teatro)
1950 - Dorotéia (Teatro) - D. Assunta d´Abadia
1951 - Rádio BBC de Londres: Radioteatro: Les Mains Sales (Rádio) - (Inglaterra)
1952 - A Cegonha Se Diverte (Teatro)
1953 - A Cegonha Se Diverte (Teatro)
1953 - Luz Apagada (Cinema) - Glória
1953 - Teatro de 53: Escola de Viúvas (Teatro)
1954 - As Casadas Solteiras (Teatro)
1954 - Cidade Assassinada (Teatro) - Rosa Bernarda
1954 - Senhora dos Afogados (Teatro) - Solista
1955 - Grande Teatro Tupi: O Destino Bate à Sua Porta (Televisão)
1955 - O Americano / The Americano ‘inacabado’ (Cinema) - (EUA)
1955 - O Rio (Teatro)
1955 - Poeira de Estrelas (Teatro)
1955 - Senhora ‘inacabado’ (Cinema) - Aurélia Camargo
1955 - Teatro do Rio TV Rio: O Príncipe Mexicano (Televisão)
1956 - Grande Teatro Tupi: Anjo de Pedra (Televisão)
1956 - Grande Teatro Tupi: Breve Encontro (Televisão)
1956 - Grande Teatro Tupi: O Cavaleiro da Lua (Televisão)
1956 - Grande Teatro Tupi: Salomé (Televisão) - Salomé
1956 - Grande Teatro Tupi: Santa Joana (Televisão) - Joana D’arc
1956 - Grande Teatro Tupi: Uma Rua Chamada Pecado (Televisão) - Blanche DuBois
1956 - La Putain Respectueuse / A Respeitosa (Teatro) - Lizzie
1956 - O Amante de Papelão (Teatro)
1956 - The Amazon Trader (Cinema) - Ex-esposa (EUA)
1956 - Três Destinos (Cinema)
1956 - TV de Vanguarda: Ana Karenina (Televisão)
1956 - TV de Vanguarda: E o Vento Levou (Televisão) - Scarlet O'Hara
1958 - George Sand (Televisão) - George Sand, além da Direção
1958 - Grande Teatro Tupi: A Cilada (Televisão)
1958 - Grande Teatro Tupi: Belinda (Televisão)
1958 - Grande Teatro Tupi: Chuva (Televisão)
1958 - Grande Teatro Tupi: Fábula de Natal (Televisão)
1958 - Grande Teatro Tupi: Leito Nupcial (Televisão)
1958 - Grande Teatro Tupi: O Processo de Joana d'Arc (Televisão)
1958 - Grande Teatro Tupi: Werther (Televisão)
1958 - Nobreza Gaúcha (Cinema)
1958 - Tumulto das Paixões / Passion of the Wilderness (Cinema) - (Brasil/Alemanha)
1958 - TV-Teatro Walita da Tupi: Três Horas de Espera (Televisão)
1959 - Dr. Jivago (Televisão) - Lara
1959 - Grande Teatro Tupi: As Irmãs Brancas (Televisão)
1959 - O Contador de Histórias: Venha Ver o Pôr do Sol (Televisão) - Atuação e Adaptação
1959 - TV de Vanguarda: Uma Rua Chamada Pecado (Televisão) - Blanche DuBois
1960 - Geração em Revolta (Teatro) - Helen Charles
1960 - Grande Teatro Tupi: A Grande Mentira (Televisão)
1960 - Grande Teatro Tupi: Você Gosta de Brahms? - (Televisão) - Atuação, Produção e Direção
1960 - TV de Vanguarda: Ópera de Três Tostões (Televisão)
1960/1961 - A Ópera de Três Tostões (Teatro) - Jeni
1961 - Carlota (Teatro)
1961 - No País dos Bilhetinhos (Teatro)
1962 - A Ópera de Três Tostões (Teatro) - Jeni
1962 - Um Bonde Chamado Desejo (Teatro) - Blanche DuBois
1962/1963 - Oito Mulheres (Teatro) - Louise
1963 - A Morta Sem Espelho (Televisão) - Neide
1963 - Programa Encontro no Barra Country (Televisão) - Apresentadora
1963 - Um Domingo em Nova York (Teatro) - Atuação e Produção
1963 - Victor ou as Crianças no Poder (Teatro) - Ida Mortemart
1963 -  O Show é o Rio (Televisão) - Apresentadora
1963/1964 - Um Bonde Chamado Desejo (Teatro) - Blanche DuBois, além da Produção
1964 - Imitação da Vida (Televisão)
1964 - LP 22 Sonetos William Shakespeare da Gravadora Odeon (Música) - Declamadora
1964 - O Carteiro do Rei (Teatro) - Amal, além da Produção
1965 - Santa Joana (Teatro) - Joana, além da Produção
1965/1966 - Um Bonde Chamado Desejo (Teatro) - Blanche DuBois, além da Produção
1966 - As Troianas (Teatro) - Hécuba, além da Produção
1966 - Ou Isto Ou Aquilo (Teatro) - Atuação e Produção
1966 - Verde Que Te Quero Verde (Teatro) - Atuação e Produção
1967 - A Tragédia de Vila Rica no Tempo de Joaquim José (Teatro) - Atuação, Adaptação, Direção e Produção
1967 - O Versátil Mr. Sloane (Teatro) - Kate, além da Produção
1968 - A Tragédia de Vila Rica no Tempo de Joaquim José (Teatro) - Atuação, Adaptação, Direção e Produção
1968 - O Preço (Teatro)
1968 - Um Bonde Chamado Desejo (Teatro) - Blanche DuBois, além da Produção
1970 - A Tragédia de Vila Rica no Tempo de Joaquim José (Teatro) - Atuação, Adaptação, Direção e Produção
1970 - O Balcão (Teatro) - Madame Irma
1971 - Jardim das Delícias (Teatro)
1971 - O China (Teatro)
1971 - Senhorita Julia (Teatro) - Julia
1972/1973 - As Três Irmãs (Teatro) - Olga
1973 - Ciúme (Teatro)
1973 - Raimunda, Raimunda (Teatro) - Raimunda
1973/1974 - João da Silva (Televisão) - Marta
1974 - Antígona (Teatro) - Antígona
1974 - Ovelha Negra: Uma Despedida de Solteiro (Cinema) - Tia Fernanda
1975 - Gabriela (Televisão) - Dona Sinhazinha Guedes Mendonça
1975 - Vagas Para Moças de Fino Trato (Teatro)
1975/1976 - O Grito (Televisão) - Mafalda
1976 - Amor Casi... Libre (Cinema) - (Espanha)
1976 - Caso Especial: Olhos de Fogo (Televisão)
1976 - Uri Geller ao Vivo (Televisão)
1977 - Despedida de Casado ‘censurada’ (Televisão) - Lídia
1977 - Virilidad a la Española (Cinema) - Artista de cabaret (Espanha)
1977/1978 - Nina (Televisão) - Mariana Torres Galba
1978 - Fim de Festa (Cinema) - Márcia
1979 - A Fabulosa Fábula da Cigarra e da Formiga (Teatro)
1979 - Joana Angélica (Cinema) - Joana Angélica
1979 - Pai Herói (Televisão) - Gilda Baldaracci
1979 - Vejo um Vulto na Janela, Me Acudam que Sou Donzela (Teatro)
1980 - J.S. Brown: O Último Herói (Cinema) - Sandra Carbucci
1980 - Quem Casa Quer Casa e Outras Coisas Mais (Teatro)
1980/1981 - Dulcinéa Vai à Guerra (Televisão)
1980/1982 - Como Agitar Seu Apartamento (Teatro)
1981 - Caso Verdade (seriado)
1982 - Caso Verdade: Casa, Comida e Carinho (Televisão)
1982 - Nem Rebeldes, Nem Fiéis (Televisão) - Olívia
1982 - O Tronco do Ipê (Televisão) - Alina
1983 - Moinhos de Vento (Televisão) - Loreta
1983 - O Romanceiro da Inconfidência (Teatro) - Atuação, Direção e Produção
1983 - Señorita Maestra (Televisão) - Catalina (Argentina)
1984 - E o Vento Não Levou... (Teatro) - Eva Braun
1984 - Séptimo Grado... Adiós a la Escuela (Televisão) - (Argentina)
1985 - Chico Rei / Xico Rei (Cinema/Televisão) - Nenzica (Brasil/Alemanha)
1986 - A Casa de Bernarda Alba (Teatro) - Bernarda Alba
1986 - Dona Beija (Televisão) - Cecília Sampaio
1986/1987 - Mania de Querer (Televisão) - Léa Guimarães
1988/1989 - Olho por Olho (Televisão) - Henriqueta Del Rio
1994 - Carlota Joaquina, Princesa do Brazil (Cinema) - Dona Maria I
1998 - Fausto (Teatro)
2000 - Tormentos da Família Tostini (Teatro)
2004 - O Quinze (Cinema) - Mãe Inácia
2004/2005 - A Importância de Ser Fiel (Teatro)

13 comentários:

Modaire disse...

Francamente escrevendo, eu tenho por de mais saudade da atriz Maria fernanda, ela me marcou quando assistir a telenovela "Gabriela", portanto eu queria saber o porquê de pouca memória sobre tão agradável e atuante atriz, porém, a tenho dentro da minha mente e do meu coração!

Anônimo disse...

Que bom que ainda está viva!
E bem que poderia estar atuando..
Um de seus destaques foi em DONA BEIJA; e ela era bem assustadora - já na seguinte (MANIA DE QUERER) ela mostrava mais simpatia.
Até irei pesquisar mais atualidades sobre ela.

Rodrigo

Anônimo disse...

Pelo visto sua ultima atuação foi em 2204 mesmo.
Estava vendo coisas recentes dela, quase nada.
Ela estava com um processo na justiça (que iniciou há tempos): onde parece que NÃO AUTORIZAVA A USAREM UM POEMA DE SUA MÃE NUM PARQUE. Há alguns sites que abordam isso.
Lembro dela em CARLOTA JOAQUINA (PRINCESA DO BRAZIL). Um marco no cinema nacional (onde parece que DESCENDENTES DE QUEM ERA MOSTRADO NO FILME SE OFENDERAM COM A PARÓDIA LÁ FEITA). E era engraçado mesmo. (Rodrigo)

MARIO GORDILHO disse...

Agradecemos a participação, caro Rodrigo. A atriz é realmente grande e única. Há informações de que, devido a problemas da saúde em decorrência da idade avançada, ela não está em condições de atuar. Uma pena, e que tenha longa vida!

Valdeci M Silva disse...

não me canso de ver no you tube cenas da Novela Gabriela 1975 - um marco na Televisão Brasileira. Nunca uma novela reuniu tantos astros e estrelas numa mesma novela.
Além da elegância, linda voz, Maria Fernanda dava força em seus personagens.
Somente para lembrar, ela trabalhou também nas Novelas O grito, Nina, Pai Heroi na Globo. Depois disso fez alguns trabalhos na manchete.
Fico muito triste quando a Televisão dar por esquecidos grandes Atrizes. e Heloisa Mafalda ?

DILCE disse...

Maria Fernanda fez seu primeiro personagem no Teatro do Estudante, criado e dirigido por Pascoal Carlos Magno, como OFÉLIA, na peça HAMLET, em 1947/1948. Eu estava lá, também..

Irani Martins disse...

Sr. Mario Gordilho, quero parabenizá-lo por seu trabalho. O sr. está homenagiando uma das grandes atrizes que colaborou com a construção das tele novelas. Eu tenho 65 anos de idade e a tenho como os jovens de hoje tem seus idolos; não menospresando nenhum artista, entretanto, vivemos no planeta descartável, mas além de tudo ela tem uma linhagem histórica... Ela é muita historia.

Irani Martins disse...

Quero parabenizar o sr. e dizer que estou muito feliz por ver essa singela homenagem que sua pesquisa oferece a essa tão grande atriz que me ajudou a abstraí da realidade quando precisava. Parabéns ao sr. e a sra. Maria Fernanda.

MARIO GORDILHO disse...

Muito Obrigado, Irani!

Abração.

ADEMAR AMANCIO disse...

Me lembro dela em Gabriela.

Poetisa Mari Pessoa. disse...

Eu lembro dela dela com esse rosto, quando fui ao RJ receber um prêmio literário, eu tinha uns 15 anos e entrei em uma loja de roupas em Copacabana e ela estava lá, com um vestido solto. Eu fiquei contente em vê-la e pedi um autógrafo. Ela foi muito simpática. Passou a mão no meu rosto e disse- claro menina bonita! Guardei esse autógrafo por muito tempo. Acho que foi na época da novela Pai Herói.

Unknown disse...

Vivo procurando e não encontro.Amo essa atriz!!

MARIO GORDILHO disse...

Fonte:
https://www.facebook.com/ceciliaexlibris/posts/1188919631172767/